ASSINE

Flamengo vence o Juventude e se mantém na caça ao Atlético-MG

Noite só não foi melhor para o Rubro-Negro porque o Galo venceu o Santos por 3 a 1 e manteve a distância de 11 pontos na dianteira

Publicado em 13/10/2021 às 21h10
Andreas Pereira marcou um lindo gol de falta na vitória do Flamengo sobre o Juventude
Andreas Pereira marcou um lindo gol de falta na vitória do Flamengo sobre o Juventude. Crédito: Alexandre Vidal/Flamengo

A torcida do Flamengo que foi ao Maracanã nesta quarta-feira (13) teve motivos diversos para comemorar. Na vitória sobre o Juventude por 3 a 1, pela 26ª rodada do Brasileirão, o time de Renato Gaúcho fez uma etapa inicial perfeita e construiu o placar com os golaços dos atacantes Kenedy e Pedro. Andreas Pereira, por sua vez, quebrou um longo jejum de gols de faltas do Rubro-Negro.

Com o resultado, o Flamengo alcançou os 45 pontos na tabela do Brasileirão. A noite só não foi perfeita pois o líder Atlético-MG venceu de virada o Santos, mantendo os 11 pontos de distância. 

A apresentação do Flamengo no primeiro tempo combinou o que o time pode oferecer de melhor ao torcedor que foi Maracanã: bom futebol e golaços. Pela direita, Matheuzinho e Kenedy iniciaram o jogo com tudo. Assim, aos 12, o gol que abriu o placar foi do atacante. Estreando como titular, Kenedy tocou para Pedro e invadiu a área. O pivô e o passe de letra do centroavante foi perfeito, e, antes da finalização, o drible seco no marcador foi o toque final de um golaço.

Sem diminuir o ritmo, o time de Renato Gaúcho resolveu o confronto até os 35 minutos. O segundo gol foi de Pedro, que só teve o trabalho de finalizar para a rede após boa jogada individual de Michael - outro destaque na etapa inicial - aos 26. O terceiro gol, contudo, foi o mais celebrado por jogadores e torcida.

Em cobrança de falta, Andreas Pereira acertou o ângulo do goleiro Douglas, que não teve chances. O chute preciso, por si só, já serie motivo de comemoração, mas os rubro-negros ficaram em êxtase por conta do fim do jejum de gol de faltas, que já durava 1221 dias. O último havia sido em 10 de junho de 2018. 

Além de não oferecer resistência, o Juventude pouco foi ao ataque antes do intervalo. Paulinho Boia, aberto pela esquerda e subindo no espaço entre Matheuzinho e Thiago Maia, foi o único a dar trabalho, mas sempre recebeu a bola longe da área, sendo perseguido ou sofrendo a falta ainda distante do gol.

No segundo tempo, o ritmo do Flamengo diminuiu e a equipe de Marquinhos Santos aproveitou a bola aérea. William Matheus, de cabeça, desviou escanteio e descontou para o Juventude ainda aos 11 minutos. A partida, contudo, seguiu controlada pelo Rubro-Negro, que teve as entradas de Rodinei, Vitor Gabriel e Lázaro. Até o apito final, muita disputa no meio de campo e poucas emoções.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Futebol Brasileirão flamengo flamengo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.