Polícia prende padrasto suspeito de abusar de enteada de 12 anos no ES

Segundo a polícia, o suspeito fugiu de casa após o crime. A Justiça expediu um mandado de prisão temporária contra ele, que foi cumprido nesta segunda-feira (22)

Publicado em 22/02/2021 às 16h58
Atualizado em 22/02/2021 às 16h58
Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA)
Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). Crédito: Divulgação/Polícia Civil

Um homem de 37 anos, suspeito de abusar sexualmente da enteada, de 12 anos, na Grande Vitória, foi preso nesta segunda-feira (22) pela Polícia Civil, por meio da equipe da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). A prisão ocorreu em cumprimento a um mandado de prisão temporária.

De acordo com o delegado Diego Aleluia, titular da DPCA, as investigações tiveram início em abril de 2020, depois que a mãe da menina procurou a delegacia. “Ela relatou que estava dormindo com o companheiro e a filha, dentro do mesmo quarto, quando acordou com o grito da menina, que estava sendo tocada pelo padrasto nas partes íntimas. Imediatamente, ela agiu com o intuito de proteger a criança”, afirmou.

Também segundo a PC, o padrasto fugiu de casa e não foi mais encontrado. A família procurou a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente que iniciou as investigações. O suspeito foi preso nesta segunda (22), prestou depoimento e foi encaminhado ao presídio. O inquérito policial, em andamento na DPCA, encontra-se em fase final de apuração.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.