ASSINE

Com ruas alagadas, moradores ficam ilhados em Marataízes

O problema, segundo os moradores dos bairros Esplanada II e Belo Horizonte, é a falta de obras de drenagem e pavimentação de ruas

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 11/10/2021 às 19h19
Moradores ficam ilhados com alagamento de ruas em Marataízes
Moradores ficam ilhados com alagamento de ruas em Marataízes. Crédito: Montagem| A Gazeta

Os moradores do bairro Esplanada II e Belo Horizonte, em Marataízes, Litoral Sul do Espírito Santo, estão sofrendo com alagamentos nesta segunda-feira (11). Eles reclamam que falta obra de drenagem nas ruas e, com a chuva, a água fica represada nas vias, sem escoamento.

A moradora Érica Brandão contou que amanheceu ilhada e até o início da tarde não havia como sair de casa, na Avenida das Pérolas, no bairro Esplanada. “A rua está em obras de esgoto e só devem terminar no final do ano. Estou desesperada, faltam uns 10 centímetros para a água entrar na minha casa. A rua não tem calçamento, drenagem e toda vez que chove é assim”, contou a moradora, que fez um vídeo para mostrar a situação.

Moradores ficam ilhados com alagamento de ruas em Marataízes

Em outro bairro da cidade, o Belo Horizonte, moradores registraram alagamento na Avenida Minas Gerais. Segundo eles, a falta de infraestrutura também é a causadora do problema, pois a rua não tem calçamento.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil do município, Wagner Paulo, apesar da chuva, não houve chamados, apenas pontos de alagamentos em bairros.

Em relação à drenagem nas ruas alagadas, a Prefeitura de Marataízes respondeu que no bairro Belo Horizonte a obra de infraestrutura para a região está em fase de licitação e, em breve, deve começar. Quanto ao bairro Esplanada II, informou que a Secretaria Municipal de Obras está elaborando o projeto para licitar a obra.

Sobre a obra de esgoto, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Marataízes disse que a obra está sendo realizada pela prefeitura e, somente depois de encerrada, fica responsável pela manutenção, fiscalização e cobrança das tarifas. Portanto, como ainda não foi entregue, não tem ainda a responsabilidade de fiscalizar. Informou que está à disposição, caso a comunidade precise de ajuda, no sentido de auxiliar no trabalho para resolver a situação de esgoto transbordando.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Chuva no ES Marataízes defesa civil

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.