ASSINE

5 tratamentos nos dentes que não devem ser adiados

Dentistas listam problemas que exigem uma consulta o mais rápido possível para evitar complicações, mesmo em plena pandemia

Publicado em 16/07/2021 às 16h00
Dente doendo, por exemplo, é um problema que merece um cuidado especial.
Dente doendo, por exemplo, é um problema que merece um cuidado especial. Crédito: Freepik

Seu dente está doendo? Uma restauração quebrou? A gengiva começou a sangrar? Esses são alguns dos problemas dentários que devem te levar rapidamente ao dentista. Mesmo em plena pandemia.

Assim, mesmo com toda segurança, o ideal é procurar um especialista e não empurrar mais nenhuma consulta lá para frente. Com ajuda de especialistas, listamos cinco principais tratamentos dentários que você não deve deixar de fazer o quanto antes.

A ortodontista Flávia Machado explica que existem problemas odontológicos que não devem, de fato, serem adiados. Um deles é em relação à restauração. Se ela quebrou, não ache que é bobagem e vá correndo buscar ajuda.

"Uma situação como essa, simples de resolver, pode se tornar complexa caso, além da restauração, o próprio dente também sofra uma fratura. Além de poder acontecer até mesmo a perda do dente, o tratamento pode se tornar mais oneroso", destaca.

Dentista Flávia Machado
A ortodontista Flávia Machado destaca que existem problemas odontológicos que não devem, de fato, serem adiados. Crédito: Flávia Machado/Divulgação

SANGRAMENTO

O segundo item da lista envolve suas gengivas. Se há algum sangramento, atenção. "Gengiva sangrando é sinal de inflamação, o que também não deve esperar. A pessoa deve reforçar imediatamente as condutas de higiene bucal e agendar uma avaliação e limpeza profissional", cita Flávia.

A dentista Luciane Alves, que atende na Aracê Casa de Vivência, em Jardim Camburi, em Vitória, concorda que esse problema não pode ser ignorado. "O dentista pode diagnosticar se esse sangramento é um problema local, por exemplo uma gengivite, ou se é algo sistêmico, como uma deficiência de vitaminas", comenta ela.

Dente doendo é outro problema que merece um cuidado especial, segundo a ortodontista Flávia Machado. "Se um dente começa a doer, de forma mais aguda, quando exposto ao calor ou quando a pessoa come algum alimento mais duro, o ideal é procurar logo assistência odontológica. Pode ser que seja necessário fazer um tratamento de canal. Aguardar é bastante arriscado, pois a dor pode se intensificar bastante e acontecer uma situação de urgência."

Segundo a dentista Luciane Alves, lesões que duram mais que sete dias tem que ser mais bem avaliadas e, em alguns casos, biopsiadas.
Segundo a dentista Luciane Alves, lesões que duram mais que sete dias tem que ser mais bem avaliadas e, em alguns casos, biopsiadas. Crédito: Aracê Casa de Vivência/Divulgação

Em caso de pancada nos dentes, não espere para depois. "Isso pode acontecer com crianças, geralmente em brincadeiras na piscina ou na prática de esportes. Adultos ou crianças, se houver fratura no dente ou até mesmo o que chamamos de avulsão, que é quando há perda do dente inteiro, coroa e raíz, não se deve deixar para depois. Situações como essas precisam ser avaliadas pelo dentista o mais breve possível", alerta Flávia Machado.

Lesões na boca são outro problema que não pode ser ignorado, como destaca Luciane. "Lesões que duram mais que sete dias tem que ser mais bem avaliadas e, em alguns casos, biopsiadas."

Festejada em casa, mas às vezes levada pouco a sério pela família, a troca de dentes de leite da criança pelos permanentes exige acompanhamento de perto, de acordo com a ortodontista. "Quando a criança completa 6 anos de idade, ela inicia a troca dos dentes de leite pelos permanentes. Nesse momento, a primeira avaliação ortodôntica está indicada. Trata-se uma consulta de avaliação, onde é feito o exame clínico e solicitada uma radiografia panorâmica para análise completa da dentição e da oclusão da criança", enfatiza.

Flávia lembra que, no mês de julho, a ortodontia brasileira divulga a campanha "Julho Laranja", onde reforça a importância dessa consulta.

Vale reforçar que não é preciso ter receio de ir ao consultório dentário. "Os protocolos de higiene e segurança no atendimento em consultórios odontológicos foram amplamente discutidos pelos órgãos reguladores da profissão e também nas mídias sociais. Não falta informação para que toda a classe esteja preparada para prestar atendimentos com segurança", comenta a ortodontista.

5 TRATAMENTOS QUE NÃO PODEM SER ADIADOS

  1. 01

    Restauração quebrada

    Uma situação simples de resolver pode se tornar complexa caso, além da restauração, o próprio dente também sofra uma fratura. 

  2. 02

    Fratura no dente

    Se houve uma fratura no dente, procure imediatamente um dentista. Além de poder acontecer até mesmo a perda do dente, o tratamento pode se tornar mais oneroso

  3. 03

    Sangramento gengival

    Gengiva sangrando é sinal de inflamação, o que também não deve esperar. O dentista precisa analisar se esse sangramento é um problema local, por exemplo uma gengivite, ou se é algo sistêmico, como uma deficiência de vitaminas .

  4. 04

    Lesões na boca

    Em caso de pancada nos dentes, não espere para depois. Procure um dentista o mais breve possível. Pode acontecer com crianças em alguma brincadeira ou até mesmo com adultos. Se houver fratura no dente ou até mesmo o que é chamado de de avulsão, que é quando há perda do dente inteiro, coroa e raíz, não se deve deixar para depois.

  5. 05

    Troca de dentes de leite

    A troca dos dentes de leite pelos permanentes começa quando a criança completa 6 anos de idade. Nesta fase, é preciso ir ao dentista para uma primeira avaliação ortodôntica. O especialista fará uma análise completa da dentição e da oclusão da criança.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Saúde Saúde Dentista

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.