ASSINE

Tornados: mortes no Kentucky podem aumentar nas próximas semanas

O presidente Joe Biden vai ao Kentucky nesta quarta (15) para avaliar os danos causados pelos tornados. Ele visitará Ft. Campbell, Mayfield e Dawson Springs e analisará os prejuízos

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 14/12/2021 às 15h08
Galpão da empresa Amazon ficou destruído por conta da passagem do tornado em Edwardsville, Illinois
Galpão da empresa Amazon ficou destruído por conta da passagem do tornado em Edwardsville, Illinois. Crédito: Chris Phillips/Maverick Media Group/Reuters

O governador do Kentucky, Andy Beshear, admitiu nesta terça-feira (14) que o número de mortes, provocadas pela passagem dos tornados, pode aumentar à medida que as equipes de resgate prosseguem os trabalhos. Ele revelou que pelo menos 100 habitantes ainda estão desaparecidos.

Numa entrevista, Beshear emocionou-se ao confirmar que pelo menos 78 pessoas tinham morrido nos tornados de sexta-feira (10) que varreram várias áreas dos Estados Unidos. Sessenta e quatro dos óbitos foram registrados no estado do Kentucky, o mais afetado.

A idade dos que morreram varia de alguns meses a 86 anos, sendo que seis tinham menos de 18 anos, acrescentou Beshear na entrevista em Frankfort, capital do estado.

No Kentucky, cerca de 26 mil casas e empresas continuam sem eletricidade, incluindo quase todas de Mayfield, a localidade mais afetada pelo fenômeno climático.

Este vídeo pode te interessar

A maioria das vítimas no Kentucky estava trabalhando numa fábrica de velas, quando um poderoso tornado arrancou o telhado do edifício e matou dezenas de pessoas.

Os tornados provocaram ainda danos em Illinois - onde seis pessoas morreram num centro de distribuição da Amazon em Edwardsville -, quatro no Tennessee e dois em Arkansas, onde um lar ficou destruído e dois no Missouri.

COPALSO É INVESTIGADO

A Administração Federal de Segurança e Saúde Ocupacional anunciou que tinha aberto uma investigação sobre a queda do armazém da Amazon, em Illinois. No entanto, Kelly Nantel, da Amazon, disse que o edifício tinha sido “construído de acordo com o código”.

Já o governador de Illinois, B. Pritzker, anunciou uma investigação para atualizar o código “devido às sérias mudanças no clima a que estamos assistindo em todo o país”.

Um funcionário da Amazon afirmou ao jornal The Guardian que “parecia que um comboio estava passando pelo armazém. As placas do teto desabaram. Nós estávamos na casa de banho e estivemos lá pelo menos duas horas e meia”.

BIDEN VAI VISITAR KENTUCKY

O presidente norte-americano, Joe Biden, anunciou que irá viajar para o Kentucky na quarta-feira (15), para observar os danos dos devastadores tornados.

A Casa Branca informou que Biden visitará Ft. Campbell, para um briefing sobre as operações de resposta, partindo depois para Mayfield e Dawson Springs, para avaliar os danos provocados pelos tornados.

O presidente disse, ainda, que estava definindo o itinerário em consulta com as autoridades locais, para garantir que a sua presença não desviará a atenção da resposta de emergência em curso.

Ele também admitiu que poderá declarar estado de catástrofe para Illinois e Tennessee, igualmente muito afetados pelos desastres naturais.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.