ASSINE

Juíza do ES vai atuar em eleições na Argentina

Ela vai acompanhar todo o processo e conferir se não acontecerá nenhuma irregularidade eleitoral

Publicado em 03/10/2019 às 18h42
Juíza Wilma Chequer Bou-Habib. Crédito: Divulgação TRE-ES
Juíza Wilma Chequer Bou-Habib. Crédito: Divulgação TRE-ES

No fim de outrubro, a juíza Wilma Chequer Bou-Habib, que atua como substituta no Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES) vai para a Argentina acompanhar a eleição presidencial que vai acontecer no país vizinho. A juíza atuará como observadora internacional.

Ela vai acompanhar todo o processo e conferir se não acontecerá nenhuma irregularidade eleitoral. Vários observadores internacionais acompanharão os momentos finais da campanha e o dia de votação.

Wilma foi vice-presidente regional do Colégio Permanente de Juristas da Justiça Eleitoral Brasileira (COPEJE). Por conta de sua atuação, foi escolhida pela Conferencia Americana de Organismos Electorales Subnacionales por la Transparencia Electoral (CAOESTE) como uma das observadoras brasileiras.

Para a juíza, ser observadora internacional possibilitará "conhecimento, compartilhamento de experiências das práticas eleitorais, forma de votação, impacto da tecnologia no processo eleitoral; impacto dos valores sociais de inclusão da mulher (maioria do eleitorado e minoria na representação) e de outras minorias". 

Ela será a única capixaba na delegação que representará o Brasil como observador internacional.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.