ASSINE

Demanda de voos em abril cai 65,4% ante nível pré-pandemia, diz Iata

A demanda internacional de passageiros em abril foi 87,3% inferior ao verificado em abril de 2019. Já a doméstica caiu 25,7% na mesma base de comparação

Publicado em 09/06/2021 às 15h00
Avião da Latam decola do Aeroporto de Vitória
A demanda global de voos medida em passageiro-quilômetro pago (RPK) recuou 65,4%. Crédito: Fernando Madeira

Em abril, a demanda global de voos medida em passageiro-quilômetro pago (RPK) recuou 65,4% sobre igual período de 2019, nível pré-pandemia, informou nesta quarta-feira (09), a Associação Internacional de Transportes Aéreos (Iata, na sigla em inglês).

A demanda internacional de passageiros em abril foi 87,3% inferior ao verificado em abril de 2019. Já a doméstica caiu 25,7% na mesma base de comparação.

Segundo a Iata, todos os mercados, exceto Brasil e Índia, mostraram melhora da demanda em comparação a março de 2021, com China e Rússia relatando crescimento de tráfego em comparação aos níveis pré-covid.

"A forte recuperação contínua nos mercados domésticos nos diz que, quando as pessoas têm liberdade para voar, elas aproveitam. Infelizmente, essa liberdade ainda não existe na maioria dos mercados internacionais e, quando isso acontecer, estamos confiantes de que veremos um ressurgimento da demanda", disse em nota o diretor-geral da Iata, Willie Walsh.

Em abril deste ano, a demanda doméstica no Brasil (RPK) recuou 60,9% sobre igual intervalo de 2019.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.