ASSINE

ANP ouve mercado sobre condições de realização da 17ª Rodada de Licitações

O leilão havia sido suspenso em abril do ano passado, por causa da pandemia; nesta terça (15), é realizado o seminário técnico, com a participação dos principais agentes do setor

Publicado em 15/06/2021 às 17h04
Plataforma de petróleo
Nesse leilão, pela primeira vez, vão ser oferecidas, sob regime de concessão, áreas do pré-sal da Bacia de Santos a mais de 200 milhas náuticas. Crédito: Gabriel Lordello/Mosaico Imagem/ Agência Petrobras

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) ouve nesta terça-feira o mercado sobre as condições de realização da 17ª Rodada de Licitações de blocos exploratórios, marcada para 7 de outubro. O leilão havia sido suspenso em abril do ano passado, por causa da pandemia de covid-19. Nesta terça-feira, é realizado o seminário técnico, com a participação dos principais agentes do setor.

Nesse leilão, pela primeira vez, vão ser oferecidas, sob regime de concessão, áreas do pré-sal da Bacia de Santos a mais de 200 milhas náuticas. Um dos objetivos da agência é buscar "a maximização da produção de petróleo e gás e a aceleração do desenvolvimento do pré-sal, de forma inédita nas rodadas de licitações", afirmou José Cesário Cecchi, diretor do órgão regulador, na cerimônia de abertura do seminário técnico da 17ª. Rodada.

Ao todo, vão ser oferecidos 92 blocos, localizados em 11 setores de quatro bacias sedimentares - Campos, Pelotas, Potiguar e Santos. Segundo a ANP, todos têm potencial de descoberta de petróleo e gás.

"O objetivo é contribuir para assegurar o abastecimento nacional, propondo áreas com prospecto de grande porte, como na Bacia de Santos, além de garantir a continuidade dos investimentos e atividades exploratórias, a exemplo das Bacias de Campos e Potiguar", disse o diretor.

A agência espera também ampliar o conhecimento geológico e a descoberta de novas áreas produtoras. Por isso, está oferecendo blocos na Bacia de Pelotas, localizada no Rio Grande do Sul.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.