ASSINE

PF toma depoimento de ex-estagiária de Lewandowski

A ex-estagiária do gabinete ministro Ricardo Lewandowski tratada como "informante" pelo blogueiro bolsonarista Allan dos Santos

Publicado em 07/10/2021 às 16h57
Depoente, fundador do blog Terça Livre, jornalista Allan dos Santos, em pronunciamento na CPI das Fake News
depoente, fundador do blog Terça Livre, jornalista Allan dos Santos, em pronunciamento;. Crédito: Roque de Sá/Agência Senado

A Polícia Federal cumpre nesta quinta-feira (07), um mandado de busca e apreensão contra a ex-estagiária do gabinete ministro Ricardo Lewandowski tratada como "informante" pelo blogueiro bolsonarista Allan dos Santos. Além de ter seu endereço vasculhado pelos investigadores, Tatiana Garcia Bressan foi intimada a prestar depoimento.

As ordens foram expedidas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, relator do inquérito das fake news.

Como mostrou o Estadão, as diligências estão relacionadas às mensagens obtidas pela Polícia Federal em que Allan diz a ex-estagiária de Lewandowski: "Fique como nossa informante lá". Tatiana Garcia Bressan, que atuou no gabinete do ministro entre julho de 2017 e janeiro de 2019, responde: "Será uma honra. Estou lá". 

As conversas entre Allan e Tatiana tiveram início em outubro de 2018 e se estendem até março de 2020. O primeiro diálogo foi iniciado por Tatiana, que buscou contato com Allan porque tinha interesse em trabalhar com a deputada bolsonarista Bia Kicis. As conversas foram divulgadas pelo jornal Folha de S. Paulo e confirmados pelo Estadão.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.