ASSINE

Mulheres no mercado financeiro: veja como se tornar investidora

Dados mostram que entre os meses de março e abril deste ano houve um expressivo aumento no interesse delas por investimentos na Bolsa de Valores. Especialista explica quais as atitudes fundamentais para as iniciantes nesse universo

Publicado em 06/07/2020 às 19h59
Atualizado em 06/07/2020 às 20h27
Mulher fazendo anotações financeiras; finanças
O interesse delas aumentou, mas as mulheres ainda representam menos de 30% dos investidores. Crédito: Freepik

Durante muito tempo, o mercado financeiro esteve muito associado à imagem masculina, mas os números mostram que as mulheres estão bem dispostas a mudar este cenário. A emancipação feminina e a busca por independência fazem parte dessa mudança.

Segundo um levantamento da iHUB Investimentos, o perfil das investidoras é de uma mulher corajosa. Geralmente executivas ou profissionais autônomas, e na faixa etária entre 30 e 45 anos, elas decidem investir em ações sem ter experiência prévia na área.

A economista e planejadora financeira Cecília Perini acredita que a nova postura feminina está relacionada ao encorajamento coletivo vivenciado nos últimos anos. “Os investimentos femininos estão vinculados ao empoderamento da mulher, a busca por liberdade financeira no longo prazo, maior espaço no mercado de trabalho, principalmente em posições de liderança, onde são melhor remuneradas”, diz.

“A medida que ganhamos mais espaço e independência, a quantidade de investidoras tende a aumentar”, complementa Cecília.

Além disso, a profissional salienta que atual crise alertou para a importância da reserva financeira, o que pode ter contribuído para uma maior inclinação aos investimentos.”Quem tem essa reserva está passando por tudo isso com muito mais tranquilidade. Aliado a esta consciência criada, temos o fato de muitos hábitos que estamos mudando, que vai fazer o orçamento ficar mais enxuto, sobrando uma parte para investir.”

O principal destino dos investimentos é a Bolsa de Valores, mas isso exige um planejamento. Recomendamos o investimento em bolsa para sua reserva de longo prazo. Quem está investindo na bolsa já deve ter uma reserva em investimentos líquidos e de baixo risco. Recomendamos essa reserva de 3 a 6 meses de renda mensal”, acrescenta.

Dicas para quem quer começar a investir

Cecília Perini, economista
A economista e planejadora financeira Cecília Perini explica quais atitudes devem ser tomadas antes de investir. Crédito: Arquivo pessoal

Cecília Perini listou algumas orientações para quem chegou agora nesse universo e tem interesse em investir. Confira:

Identifique seu perfil

O ponto de partida é conhecer seu perfil de investidor, ao conhecer seu perfil você vai entender melhor seu apetite ao risco. Após definir seu perfil, é necessário definir seus objetivos de curto, médio e longo prazo.

Faça uma reserva prévia

Se você ainda não tem reservas, deve iniciar com o objetivo de ter de 3 a 6 meses de renda guardados para reserva de emergências. Essa reserva deve ser aplicada em investimentos de baixo risco.

Para este cenário de juros baixos - Selic está em 2,25% ao ano -, sugiro aplicar em CDB (Certificado de Depósito Bancário) com taxa mínima de 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Essa aplicação te oferece liquidez, não cobra taxa de administração e está remunerando mais que o Tesouro Selic, que cobra taxa de 0,25% de custódia.

Estude o mercado

Para investir em ações, a sugestão é estudar o mercado e as empresas. Além de ter definido qual horizonte de tempo que você tem expectativa de ter o retorno desejado. Quando investimos em ações, estamos investido em uma empresa, daí vem a necessidade de conhecer o negócio no qual você está investindo seu recurso.

Assessoria de investimentos 100% feminina

Ella's Investimentos
O Ella's Investimentos é um escritório focado em auxiliar mulheres no mercado financeiro. Crédito: Reprodução

A predominância masculina no mundo das finanças é um dos motivos que fez surgir a assessoria de investimentos Ella’s, além da falta de profissionais especializados em atender especificamente as pessoas desse público que desejam aplicar seus recursos.

O Ella’s é um escritório de agentes autônomas, parceiro da XP Investimentos, que atende especialmente as mulheres. A equipe é 100% feminina, composta por mulheres com décadas de experiência no mercado financeiro.

Através do site é possível tirar todas as dúvidas com especialistas que atendem pelo chat em tempo real e até abrir a sua conta.

Economia Fique bem mulher Empoderamento feminino

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.