ASSINE
Oferecimento:
Modo de Visualização:

Maia diz que votação aberta no Senado pode causar anulação das decisões

Maia também declarou não ter clareza se o governo do presidente Jair Bolsonaro "tem o espaço necessário para ter os 308 votos" necessários para aprovar alterações constitucionais, como é o caso da reforma da Previdência

Publicado em 01/02/2019 às 22h25
Com 334 votos, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi reeleito presidente da Câmara dos Deputados em primeiro turno. O resultado foi bastante comemorado no plenário e Maia se emocionou. Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil
Com 334 votos, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi reeleito presidente da Câmara dos Deputados em primeiro turno. O resultado foi bastante comemorado no plenário e Maia se emocionou. Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente reeleito da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou o caminho adotado para a escolha do presidente do Senado, cuja votação será aberta. Para ele, o resultado poderá ser anulado.

"Eu acho que da forma que está se construindo uma solução para o voto aberto no Senado é muito ruim. Eu acho que vai gerar nulidade das decisões", opinou Maia.

Maia também declarou não ter clareza se o governo do presidente Jair Bolsonaro "tem o espaço necessário para ter os 308 votos" necessários para aprovar alterações constitucionais, como é o caso da reforma da Previdência.

Como o governo montou o primeiro e segundo escalão sem consultar partidos políticos, estamos "num novo momento da política brasileira, mas isso pode não gerar 308 votos", disse o presidente da Câmara.

Maia afirmou que sempre teve uma boa relação com Bolsonaro, ex-deputado federal. O governo alega que não quis interferir na eleição da Câmara.

Questionado sobre a possibilidade de articulação do ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), contrária à reeleição, o presidente da Câmara respondeu: "Como é que o governo pode ser derrotado por um deputado sozinho articulando uma candidatura? Então, ele não deve ter participado. Se ele tivesse participado, eu não tinha tido esse resultado. Se ele participou, participou mal".

A Gazeta integra o

Saiba mais
brasilia camara dos deputados rodrigo maia brasília

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.