ASSINE

"Fiz uma metáfora contra ideologia de gênero", diz Damares

Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos afirmou, em vídeo, que começou uma "nova era" no Brasil e que "menino veste azul e menina veste rosa"

Publicado em 03/01/2019 às 19h02
Damares Alves, em sua posse como ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos. Crédito: Wilson Dias | Agência Brasil
Damares Alves, em sua posse como ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos. Crédito: Wilson Dias | Agência Brasil

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos do governo Jair Bolsonaro (PSL), afirmando que "menino veste azul e menina veste rosa". Aplaudida por apoiadores, ela diz ainda que o País vive uma "nova era".

> Internautas usam memes para questionar Damares Alves no Twitter

Damares reagiu à publicação e, ao Estado, disse que seu objetivo foi, de fato, fazer uma declaração contra a “ideologia de gênero”, referindo-se à sexualidade das crianças. “Fiz uma metáfora contra a ideologia de gênero, mas meninos e meninas podem vestir azul, rosa, colorido, enfim, da forma que se sentirem melhores.”

O vídeo, segundo a assessoria de comunicação de Damares Alves, foi gravado logo após o fim de seu discurso de posse, realizado nesta quarta-feira (2), em Brasília (DF). Damares recebia um grupo de apoiadores em uma sala no ministério. Ela pede atenção do grupo que a acompanha e diz a frase. Após aplausos e gritos de apoio, a ministra repete: "Atenção, atenção. É uma nova era no Brasil. Menino veste azul e menina veste rosa".

Além de ser compartilhado nas redes sociais, o vídeo foi divulgado em uma página do Twitter que se intitula apoiadora da ministra.

Em sua fala durante a posse, Damares reafirmou que pretende acabar com o “abuso da doutrinação ideológica de crianças e adolescentes no Brasil” e que “a revolução está apenas começando”.

A ministra afirmou que seu governo vai se voltar para políticas públicas “que priorizem a vida desde a concepção”, ou seja, desde a fecundação do óvulo, deixando clara a sua posição contra o aborto. “No que depender do governo, sangue inocente não será derramado neste País. Este é o ministério da vida”, disse, em seu discurso.

Damares tomou posse nesta quarta-feira (2) e declarou ainda que vai governar com "princípios cristãos", sempre priorizando a família. "O Estado é laico, mas esta ministra é terrivelmente cristã", disse. "Acredito nos desígnios de Deus e propósitos de Deus."

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.