ASSINE

72,7% consideram inadequada indicação de Eduardo para embaixada

Pesquisa CNT/MDA mostra que a maioria acredita que o presidente não deveria nomear membros da sua família para cargos deste tipo

Publicado em 26/08/2019 às 13h58
Deputado federal Eduardo Bolsonaro. Crédito: Najara Araújo/Câmara dos Deputados
Deputado federal Eduardo Bolsonaro. Crédito: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

A provável indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para assumir a embaixada do Brasil em Washington, Estados Unidos, não tem apoio da população.

De acordo com pesquisa CNT/MDA divulgada nesta segunda-feira (26), 72,7% da população consideram a indicação inadequada porque acreditam que o presidente não deveria nomear membros da sua família para cargos deste tipo.

Apenas 21,8% dos entrevistados disseram que a indicação, que foi prometida pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), é adequada porque o presidente tem a prerrogativa de indicar qualquer pessoa para o posto. Outros 5,5% não souberam ou não quiseram responder.

Foram realizadas 2.002 entrevistas, entre os dias 22 e 25 de agosto, em 137 municípios de 25 Unidades da Federação. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos porcentuais.

A Gazeta integra o

Saiba mais
eduardo bolsonaro jair bolsonaro

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.