ASSINE

Instituto pede ajuda para achar jacaré na Praia de Camburi

Moradores da região flagraram o animal nadando em Vitória neste domingo (29)

Publicado em 30/12/2019 às 10h12
Atualizado em 30/12/2019 às 11h28
Jacaré-do-papo-amarelo filhote foi visto no final da orla de Camburi na última quarta-feira (25). Crédito: Daniel Pimenta
Jacaré-do-papo-amarelo filhote foi visto no final da orla de Camburi na última quarta-feira (25). Crédito: Daniel Pimenta

Após um jacaré ter sido encontrado por uma moradora nas areias da Praia de Camburi, em Vitória, no dia de Natal, o Projeto Caiman fez uma postagem em suas redes sociais, neste domingo (29), pedindo ajuda para localizar o animal.

O instituto tem a iniciativa de pesquisa e conservação das populações de jacarés da espécie Caiman latirostris no Brasil. Em um vídeo que circula nas redes sociais, moradores da região contam que flagraram o animal nadando na Praia de Camburi. Segundo o Projeto Caiman,  neste sábado (28) foi realizada uma busca na região. 

Projeto Caiman

Em postagem no Instagram

"Estamos preocupados porque ele já está há pelo menos 4 dias na praia, o que não é bom pra ele"

O coordenador do Projeto Caiman, Yhuri Nóbrega, que é médico veterinário, explica que com a chegada do verão esse fenômeno irá se intensificar. Por isso é importante que a população, em hipótese alguma, toque ou importune o animal. Ele conta que foram resgatados 30 jacarés em áreas urbanas do Estado somente em 2019.

O QUE FAZER

O coordenador do projeto aponta que ao se deparar com um jacaré é importante ligar para a Polícia Militar Ambiental e para o Projeto Caiman. Desta forma, uma equipe especializada vai ao local zelar pela saúde e bem-estar do animal.

O Projeto Caiman pode ser acionado pelo telefone (27) 98827-2334 e por meio das redes sociais @projetocaiman. A população também deve ligar para o Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) no número 190 que a ligação é encaminhada para o setor especializado.

A Gazeta integra o

Saiba mais
camburi (praia) jardim camburi

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.