ASSINE

Arrombamentos marcam a madrugada de domingo (3) em Vitória

Uma farmácia de manipulação e uma lanchonete foram invadidas por bandidos em menos de duas horas

Publicado em 03/02/2019 às 12h57

A madrugada deste domingo (3) na Capital capixaba foi marcada por arrombamentos. Num intervalo de duas horas, uma farmácia de manipulação e uma lanchonete foram invadidas por bandidos, nos bairros Santa Lúcia e Jardim da Penha, respectivamente.

A farmácia de manipulação, localizada na rua José Teixeira, em Santa Lúcia, em Vitória, foi arrombada e teve objetos levados por volta das 5h. Segundo a proprietária de 39 anos, que preferiu não se identificar, um homem quebrou a porta principal com uma pedra e levou duas televisões.

Ela relatou que as televisões estavam parafusadas na parede. Dessa forma, o bandido precisou desparafusar e puxar os aparelhos antes de carregá-los. É a vigésima vez que o estabelecimento é invadido em dez anos.

As imagens da câmera de videomonitoramento mostram como o homem agiu. Às 5h05, ele arrombou a porta com uma pedra que tinha deixado escondida embaixo de uma camisa vermelha e, um minuto depois, ele saiu do local com os aparelhos.

A proprietária acrescentou que ficou sabendo do fato ao receber uma ligação da empresa de segurança, que monitora as câmeras do local. O prejuízo estimado da proprietária é de 6 mil e pode aumentar já que haverá a contratação de vigia até que a porta seja consertada.

 

"O transtorno emocional é grande, passamos a trabalhar com a porta fechada devido a insegurança. Os bandidos estão muito ousados. Há uma delegacia próxima daqui e nem isso tem inibido a ação deles”, comentou.

Ela destacou que os arrombamentos acontecem com frequência na rua José Teixeira. No entanto, esta não é a única loja da empresária que foi vítima da ação de bandidos. Em Vila Velha, ao contrário da loja de Vitória que o foco são os arrombamentos e furtos, os funcionários já foram vítimas de assaltos.

“Em Vitória eu acredito que os arrombamentos acontecem principalmente devido aos usuários de drogas que estão por aqui”, destacou.

Jardim da Penha

No arrombamento em Jardim da Penha, na madrugada deste domingo (3), um bandido chegou a virar as câmeras de segurança antes de arrombar uma das portas. Ele chegou a entrar no estabelecimento, mas não conseguiu carregar nada e deixou apenas papéis esparramados pelo local.

Lanchonete arrombada em Jardim da Penha  . Crédito: Divulgação
Lanchonete arrombada em Jardim da Penha . Crédito: Divulgação

Segundo a proprietária da lanchonete, Andréa Cardoso, de 54 anos, o bandido não conseguiu levar dinheiro porque ela parou de deixar o troco no local, já que na última segunda-feira (28) ela já tinha sido vítima de outra ação e preferiu se resguardar desde então. O prejuízo do primeiro arrombamento do ano foi de R$ 130, dinheiro de troco que estava no caixa, e mais R$ 600 com o conserto da porta.

"É importante ressaltar que a polícia está presente, fazem bastante ronda. O que eu reclamo é da quantidade de pessoas em situação de rua que há em Jardim da Penha, não temos sossego para trabalhar”, desabafa.

A Polícia Militar informou, por meio de nota, que realiza policiamento ostensivo em ambos os bairros e que conta com a participação das comunidades para denunciar as situações de risco. Ressalta que os fatos que envolvem usuários de drogas e moradores de rua continuam sendo uma questão de saúde pública e social, por isso apoia acompanha ações da Prefeitura Municipal, que é quem possui a responsabilidade de planejar políticas públicas para esse público. A PM ainda lembra que só pode deter pessoas em flagrante delito e, caso algum morador presencie algum tipo de crime, acione imediatamente o Ciodes (190) para que uma viatura seja encaminhada ao local.

A Gazeta integra o

Saiba mais
vitória vitória

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.