ASSINE
Colunista do jornal A Gazeta e do Gazeta Online

Surto em creche: pais de alunos entram com ação no Ministério Público

Pais de alunos de creche no ES entram com ação no MP após surto de infecção

Publicado em 03/04/2019 às 20h15
Creche Praia Baby. Crédito: Vitor Jubini
Creche Praia Baby. Crédito: Vitor Jubini

Um grupo de quase 100 pais de alunos da Creche Praia Baby, na Praia da Costa, em Vila Velha, onde houve um surto de gastroenterite provocado pela bactéria Escherichia coli, estão entrando com uma ação junto ao Ministério Público e ao Juizado da Infância e Juventude. Eles alegam que seus filhos estão sendo vítimas de bullying em condomínios onde moram e em outras escolas, quando os responsáveis tentam matriculá-los nessas unidades.

Os pais querem que a Justiça e o Ministério Público ajam no sentido de garantir vagas em outras creches, bem como que a Secretaria de Saúde de Vila Velha deixe de fazer o que chamam de "sensacionalismo" com o caso. A maioria diz que vai esperar a escola reabrir, mas alguns querem garantia de vagas em outras creches - sem discriminação.

Também solicitam sigilo nas investigações do caso por parte da Polícia Civil, da Secretaria Municipal e Estadual de Saúde e das Vigilâncias Sanitárias Municipal e Estadual 

Esses pais não culpam a Praia Baby pelo problema e afirmam ter provas de que em algumas creches são informados de que as próprias autoridades municipais estão recomendando que não recebam as crianças oriundas da instituição onde houve o surto.

A Gazeta integra o

Saiba mais
bacteria praia da costa

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.