ASSINE
Jornalista de A Gazeta. Há 10 anos acompanha a cobertura de Economia. É colunista desde 2018 e traz neste espaço informações e análises sobre a cena econômica.

Gigantes do petróleo em leilão de campos no ES

Companhias como ExxonMobil e Shell vão disputar áreas petrolíferas em blocos terrestres e marítimos no país

Publicado em 02/08/2019 às 11h20
 Exploração de petróleo em terra. Crédito: Carlos Alberto da Silva
Exploração de petróleo em terra. Crédito: Carlos Alberto da Silva

Doze companhias, entre elas ExxonMobil, CNOOC, Petrobras, Shell, Enauta e PetroRio, foram habilitadas para participar da oferta permanente de áreas de exploração e produção de petróleo. A relação das empresas foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

Fazem parte da oferta permanente 527 blocos de bacias terrestres do Espírito Santo, Potiguar, Recôncavo, Parnaíba, Sergipe-Alagoas, Paraná e Tucano, e 73 blocos marítimos nas bacias de Campos, Ceará, Potiguar, Santos e Sergipe-Alagoas. Entre eles, 14 são campos com acumulações marginais (áreas inativas ou com baixa produção por falta de interesse econômico) no Espírito Santo, Potiguar, Recôncavo e Sergipe-Alagoas.

Nesse modelo de oferta, as petroleiras declaram com antecedência quais áreas têm interesse de adquirir. Essa indicação deve ocorrer até o início de agosto, e a previsão é que o leilão das áreas, em terra e mar, que compõem o primeiro ciclo, aconteça no dia 10 de setembro.

A rodada realizada pela ANP vem sendo aguardada pelo setor, que acredita que a cadeia ganhará fôlego. Como nos últimos anos a Petrobras reduziu significativamente o seu portfólio de investimentos, especialmente nos campos terrestres, já que são menos rentáveis, a expectativa é que com a entrada de novas companhias, a produção em terra aumente, assim como avance as demandas por mão de obra e serviços. Atualmente, são produzidos no onshore capixaba cerca de 15 mil barris de óleo por dia.

A Gazeta integra o

Saiba mais
beatriz seixas espírito santo leilão petrobras

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.