ASSINE

Vale se compromete a pagar R$ 1 bilhão por tragédia

Dinheiro será usado para custear ações de suporte aos afetados pelo rompimento de barragem da mineradora

Publicado em 26/01/2019 às 14h20
O presidente da Vale, Fabio Schvartsman. Crédito: Klabin/Divulgação
O presidente da Vale, Fabio Schvartsman. Crédito: Klabin/Divulgação

Lucas Henrique Gomes, de O Tempo (MG) - O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, se comprometeu neste sábado, a fazer o depósito de R$ 1

bilhão em juízo na segunda-feira (28). 

A informação foi confirmada pelo advogado geral do Estado, Sérgio Pessoa.

"Eu acabei de acompanhar um oficial de Justiça e intimamos os advogados e o presidente da Vale que estão em Brumadinho. O presidente (da Vale) já se comprometeu a realizar o depósito de R$ 1 bilhão na segunda-feira", disse o advogado geral.

JUSTIÇA BLOQUEIA R$ 1 BILHÃO DA VALE

O juiz Renan Chaves Carreira Machado determinou, na noite dessa sexta-feira (25), o bloqueio de R$ 1 bilhão da mineradora Vale para “imediato e efetivo amparo às vítimas e redução das consequências” do rompimento da barragem da Mina do Feijão, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, em

Minas Gerais.

Na ação protocolada pela Advocacia Geral do Estado, constavam ainda os pedidos de bloqueios de outros R$ 60 bilhões da mineradora entre ações, imóveis e ativos financeiros, mas o juiz entendeu não haver caráter de urgência para efetuar tais indisponibilidades no plantão.

O advogado geral do Estado, Sérgio Pessoa, diz que o valor serve para que sejam promovidas as reparações e intervenções necessárias para que tragédias não se repitam.

Na decisão, o magistrado determina ainda que a empresa apresente em até 48 horas relatório pormenorizado das medidas já adotadas; siga os protocolos para desastres a fim de estancar o vazamento da barragem; iniciar a remoção do volume de lama lançado com o rompimento; realizar mapeamento do potencial de resiliência da área com a finalidade de se elaborar um plano de recomposição das áreas afetadas; adotar medidas para evitar a contaminação de nascentes; e controlar a proliferação de pragas e vetores de doenças.

A Gazeta integra o

Saiba mais
brumadinho justiça minas gerais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.