ASSINE

Biden e oposição "trabalham juntos" por pacote de infraestrutura

Após quase duas horas de reunião no Salão Oval da Casa Branca, líderes republicanos deixaram claro que elevar impostos seria algo vetado por eles

Publicado em 12/05/2021 às 17h17
O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, discursa durante a cerimônia de sua posse realizada no Capitólio, em Washington (DC), nesta quarta-feira, 20 de janeiro de 2021. Biden se tornou o     46º presidente a assumir o comando do país
O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, discursa durante a cerimônia de sua posse realizada no Capitólio, em Washington (DC). . Crédito: PATRICK SEMANSKY/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e líderes do oposicionista Partido Republicano demonstraram a disposição de trabalhar juntos em um novo pacote de infraestrutura, mas há divergências profundas ainda sobre o tamanho do plano e a proposta de alta em impostos para custeá-lo. Após quase duas horas de reunião no Salão Oval da Casa Branca, líderes republicanos deixaram claro que elevar impostos seria algo vetado por eles.

O líder da minoria no Senado, Mitch McConnell, disse que a oposição deixou claro que não deseja alterar a lei tributária de 2017, como deseja Biden.

O líder da minoria na Câmara dos Representantes, Kevin McCarthy, qualificou uma elevação de impostos como "o maior erro que se pode cometer".

Biden tenta financiar mais de US$ 4 trilhões em gastos. Um grupo de republicanos no Senado preparou uma contraproposta de US$ 568 milhões.

McConnell disse que um pacote entre US$ 600 e US$ 800 bilhões poderia no fim ser aceito pelos republicanos.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.