ASSINE

"Hoje me sinto completa", diz jogadora Lili, mamãe de primeira viagem

Jogadora de vôlei de praia deu um tempo das areias para se dedicar exclusivamente à esposa Larissa e à família

Publicado em 03/07/2019 às 18h08
Lili Maestrini e Larissa, mamães de primeira viagem. Crédito: Reprodução/Instagram
Lili Maestrini e Larissa, mamães de primeira viagem. Crédito: Reprodução/Instagram

São anos e anos dedicados de forma intensa ao vôlei. Longas viagens, treinos exaustivos, vitórias e derrotas vão ficar na lembrança, pelo menos por enquanto, para que Lili Maestrini viva um dos maiores desafios da sua vida: o de ser mãe de primeira viagem.

Aos 31 anos, a esposa da ex-jogadora de vôlei de praia Larissa está com cerca de seis meses de gestação. Uma alegria redobrada, já que essa foi a terceira tentativa do casal de engravidar. Na primeira, Larissa engravidou, mas perdeu o bebê, e a segunda vez não deu certo.

Em outubro de 2018, após ficar em quarto lugar na etapa de Vila Velha do Circuito Brasileiro Open de Vôlei de Praia, a capixaba anunciou, emocionada, que daria uma pausa temporária na carreira por motivos pessoais. Alguns meses depois, ela e a companheira decidiram começar o tratamento.

Lili Maestrini, jogadora de vôlei de praia. Crédito: Matheus Vidal/CBV
Lili Maestrini, jogadora de vôlei de praia. Crédito: Matheus Vidal/CBV

“Eu sabia que não seria fácil ficar longe, mesmo que fosse momentâneo. Mas sabia também que todo esse amor seria suficiente para me ajudar. Não resolvi parar para engravidar. Queria estar ao lado da Larissa porque no ano passado eu viajei muito e não pude acompanhar e dar o apoio que ela precisava bem de perto. Mas no início desse ano, conversamos e decidimos que ela descansaria e eu começaria o tratamento.”

Lili Maestrini - jogadora de vôlei de praia

Tudo gira em torno do amor. O amor que queríamos sentir por gerar uma vida dentro de nós

Claro, ainda é cedo para estipular um prazo para retornar às areias. Hoje o foco de Lili é curtir a família, ter uma gravidez saudável, cuidar bem do pequeno Gael que está por vir e só depois ela vai pensar em competir novamente.

“Tudo será feito com calma, respeitando o nosso momento, o momento dele. Mas é claro que vou me manter em forma após a gravidez e quando o coração disser que dá para voltar, eu volto. Hoje me sinto completa! Mesmo que tudo tenha mudado em questão de poucos meses. Estamos construindo nossa família com respeito, carinho e muito, muito amor”, finalizou a atleta.

A Gazeta integra o

Saiba mais
gravidez

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.