ASSINE

Palmeiras e Atlético-MG empatam por 2 a 2 no Allianz Parque

Equipes se enfrentaram pela 35ª rodada do Brasileirão. Galo precisa de uma vitória para ser campeão brasileiro, enquanto Palmeiras foca na final da Libertadores, no sábado (27)

Publicado em 23/11/2021 às 23h46
Hulk até balançou as redes, mas não foi suficiente para o Galo vencer o Palmeiras
Hulk até balançou as redes, mas não foi suficiente para o Galo vencer o Palmeiras. Crédito: Pedro Souza/Atlético

Palmeiras e Atlético-MG empataram por 2 a 2 nesta terça-feira (23), em jogo válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Allianz Parque. No último jogo das duas equipes antes de duelos importantes valendo taças, os times travaram um duelo movimentado e intenso, com muitas chances de gol. 

Com o resultado, o Palmeiras, que jogou com o time reserva, segue na terceira posição do Campeonato Brasileiro. O Atlético-MG, segue na liderança e, após empate do Flamengo contra o Grêmio, precisa apenas de uma vitória e mais um tropeço rubro-negro para ser campeão da competição nacional na próxima rodada.

O JOGO

Logo de cara, mesmo com os reservas, o Palmeiras se lançou ao ataque e por pouco não abriu o placar. Com apenas dois minutos de jogo, Deyverson deu belo passe para Wesley ficar cara a cara com Éverson. O camisa 11 bateu pro gol, mas parou no goleiro atleticano, que fez bela defesa. Aos 11 minutos, o time chegou novamente, dessa vez com Kuscevic, que cabeceou para o gol e obrigou Éverson a fazer boa defesa. Usando a velocidade de seu ataque e bastante aguerrido, o Palmeiras começou melhor.

Conforme o início de primeiro tempo passou, o Atlético-MG equilibrou o jogo. O time visitante subiu de produção e conseguiu boas oportunidades no ataque. Em um dos lances, porém, o clima esquentou quando Kuscevic e Diego Costa se provocaram na beira do gramado. As faltas passaram a aparecer com mais frequência e o jogo ficou mais quente. Com o Galo explorando o ataque, o Palmeiras chegou a buscar os contragolpes como arma e contou, ainda, com um chute do meio de campo de Patrick de Paula, que tentou surpreender Éverson, que estava adiantado.

Aos 27 minutos, o Palmeiras abriu o placar em um belo gol de Wesley. A jogada começou pela direita, Gabriel Veron recebeu a bola e deu belo passe por cima da defesa, na medida para Wesley, no lado esquerdo da área, cortar a marcação e bater cruzado, sem chances para o goleiro Éverson. Logo na sequência, o Atlético-MG foi ao ataque para tentar o empate e quase marcou com Diego Costa, mas Renan travou por baixo e impediu o gol atleticano.

Aos 36 minutos, foi a vez do Atlético-MG balançar as redes do Allianz Parque e empatar o placar. Após boa jogada pela esquerda, Guilherme Arana finalizou e parou em Jaílson. O goleiro, porém, deu rebote e, na sobra, Zaracho chutou para o fundo do gol, empatando a partida em um primeiro tempo movimentado e com dois times buscando o ataque. 

O jogo ainda seguiu movimentado, com os dois times atrás de seus segundos gols, tentando ficar à frente no placar. Assim, o jogo terminou com o Galo com mais tempo de bola no pé e o Palmeiras buscando os contra-ataques. Sem mais gols, o primeiro tempo foi encerrado em 1 a 1.

SEGUNDO TEMPO

Logo no início do segundo tempo, o Palmeiras saiu ao ataque em busca do desempate. Aos sete minutos, Danilo Barbosa chutou para o gol, mas a bola foi parada pelo braço de Júnior Alonso. Daronco, a princípio, não marcou, mas, após revisar o lance com o VAR, assinalou a penalidade para o time da casa. Na cobrança, Patrick de Paula bateu no canto esquerdo de Éverson, que fez bela defesa e impediu o gol palmeirense.

Logo na sequência do pênalti defendido por Éverson, aos 11 minutos, em cobrança de escanteio, Deyverson pulou mais alto que a defesa e cabeceou a bola para o gol atleticano, superando o goleiro e colocando o Verdão à frente no placar. Na comemoração, o camisa 16 foi para a torcida, o que lhe rendeu um cartão amarelo. O gol coroou o bom início de segundo tempo palmeirense.

Somente cinco minutos após o gol do Palmeiras, o Galo voltou a marcar e empatou novamente a partida. Em lance de ataque dos visitantes, a bola sobrou na entrada da área para Hulk, artilheiro do Brasileirão. Com liberdade, o camisa 7 bateu forte, no canto do gol de Jaílson e fez o segundo do Atlético-MG. Após o gol, os reservas pediram ânimo do time para buscar o resultado e, a partir do gol, a equipe mineira subiu de intensidade e produção, passando a ocupar mais o campo de ataque.

Ainda em muito equilíbrio, o jogo passou a ser mais físico conforme o passar do segundo tempo. As chances de ataque, que aconteciam incessantemente, foram substituídas por toques de bola no meio de campo, com as duas equipes muito precavidas na defesa para não tomarem um gol na reta final do jogo.

Os times alternaram momentos de domínio do jogo e, no momento em que o Palmeiras teve mais a bola, criou grande chance com Breno Lopes, pela direita, que cruzou a bola na área para Victor Luis chutar por cima do travessão, desperdiçando a principal chance da equipe.

O final do jogo foi mais cadenciado, com o Palmeiras trocando passes sem pressa em busca de uma oportunidade de ataque. O Galo, por sua vez, era um pouco mais objetivo, subindo mais as linhas e chegando mais rapidamente ao campo de ataque, porém não conseguiu levar muito perigo ao gol de Jaílson. Assim, o jogo terminou em 2 a 2 e, apesar do final mais burocrático, ficou marcado por atuações intensas das duas equipes, que criaram mais.

Os dois times tem jogos importantes no final de semana, buscando títulos. O Palmeiras volta a campo no sábado (27), às 17h, no Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai, para enfrentar o Flamengo, pela final da Libertadores. O Galo joga no domingo (28), no Mineirão, diante do Fluminense, em jogo que pode significar o título do Campeonato Brasileiro caso o Atlético-MG vença os cariocas e o Flamengo tropece.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.