ASSINE

Fluminense empata com o Barcelona de Guayaquil e dá adeus à Libertadores

Tricolor foi melhor no primeiro tempo, mas caiu de produção após o intervalo e só conseguiu o empate no fim fora de casa; equatorianos enfrentam o Flamengo na semifinal

Publicado em 19/08/2021 às 23h54
Fred em disputa de bola contra o Barcelona de Guayaquil
Fred em disputa de bola contra o Barcelona de Guayaquil. Crédito: Mailson Santana/Fluminense FC

Não deu para o Fluminense. Após o empate por 2 a 2 no Maracanã, o Tricolor ficou no 1 a 1 com o Barcelona de Guayaquil, na noite desta quinta-feira (19), no Estádio Monumental, no Equador, e está eliminado da Libertadores. O gol foi marcado por Mastriani, já no segundo tempo. Fred ainda igualou de pênalti no último minuto. Os equatorianos, que seguem com 100% de aproveitamento em casa, agora enfrentam o Flamengo na semifinal e decidem a vaga para a decisão novamente em seus domínios. 

O Flu agora volta as forças para o Campeonato Brasileiro, onde soma quatro derrotas seguidas. Na segunda-feira, enfrenta o Atlético-MG, às 20h, em São Januário. Os mineiros são também os adversários da quinta-feira, quando o Tricolor abre a disputa das quartas de final da Copa do Brasil no Nilton Santos, às 21h30.

O JOGO

Pressionado pelas más atuações, o Fluminense entrou em campo com uma formação diferente do normal e também outra postura. Com mais de 70% de posse de bola, o Tricolor dominou os primeiros 45 minutos e fez boa movimentação para encontrar os espaços, mas faltou ser mais incisivo. Em cinco finalizações, foram duas chances perigosas, uma com Samuel Xavier e outra com Paulo Henrique Ganso.

A má notícia ficou por conta da lesão de Ganso. Justamente quando criou a melhor chance do primeiro tempo, o meia deu uma bicicleta, mas machucou o braço ao apoiá-lo no chão na hora da queda. Ele deu lugar a Cazares e saiu de campo chorando com o braço imobilizado. 

Logo aos dois minutos do segundo tempo, Fred pediu pênalti em dividida com Riveros, mas o árbitro mandou seguir. Com a bola rolando, o Fluminense voltou menos ligado e deixou o Barcelona se empolgar, criando chances e dando sustos. O Tricolor ainda perdeu outro jogador lesionado, desta vez Yago Felipe aos 14 minutos, após disputa na área. A partir daí, o que já não funcionava piorou.

Com o Barcelona aparecendo bem mais do que no primeiro tempo, Hoyos deu um belo lançamento para Mastriani dominar e bater na saída de Marcos Felipe aos 27 minutos, abrindo o placar para os equatorianos. A zaga não acompanhou e a situação do Fluminense se complicou ainda mais.

O Fluminense até tentou, mas, precisando marcar dois gols para se classificar, as jogadas passaram a dar ainda mais errado do que vinham dando. As substituições de Roger Machado surtiram pouco efeito, mas o Flu ainda teve um pênalti a favor já nos acréscimos, aos 51 minutos. Fred foi para a cobrança e empatou o confronto, mas já não havia tempo para a virada.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.