ASSINE

Cássio se consolida como arma importante do Vitória nas bolas aéreas

Autor de um dos gols do triunfo sobre o Brasiliense, o lateral tornou-se decisivo com esse tipo de jogada desde a sua chegada ao Alvianil

Publicado em 26/06/2019 às 11h46
Cássio, lateral direito do Vitória. Crédito: Guilherme Kenzo/Vitória FC
Cássio, lateral direito do Vitória. Crédito: Guilherme Kenzo/Vitória FC

A posição de lateral talvez seja a mais ingrata do futebol. O jogador que atua naquele setor tem grandes obrigações defensivas e ofensivas. E quem vem exercendo essa função com excelência no futebol capixaba é Cássio, lateral direito do Vitória desde a Copa Espírito Santo 2018.

O camisa 2 alvianil, entretanto, tem um adicional: as bolas aéreas. Desde que chegou ao Vitória, na metade da temporada passada, Cássio vem sendo letal nesse tipo de jogada. O lateral já decidiu clássico contra a Desportiva, balançou as redes na decisão da Copa ES 2018 contra o Atlético Itapemirim e fez gol contra o Estrela na semifinal do Capixabão 2019.

O lateral Cássio, do Vitória, em ação contra o Brasiliense. Crédito: Hugo Barreto/Metrópoles
O lateral Cássio, do Vitória, em ação contra o Brasiliense. Crédito: Hugo Barreto/Metrópoles

A vítima da vez foi o Brasiliense. Em jogo válido pela volta da segunda fase da Série D, o lateral abriu o placar para o Vitória no triunfo por 2 a 1, resultado que classificou o Alvianil para as oitavas de final da competição nacional.

De acordo com o jogador, o segredo do constante sucesso nas bolas aéreas é o trabalho que ele vem desempenhando nos treinamentos.

Cássio - lateral direito do Vitória

Eu tenho uma facilidade na bola aérea pelo meu tamanho, mas também é fruto do trabalho. Eu treino bastante durante a semana para aperfeiçoar, porque essa jogada é uma virtude que eu tenho

Titular absoluto nas campanhas dos títulos da Copa ES 2018 e do Capixabão 2019, Cássio perdeu espaço com a chegada de Valdir Bigode para a disputa da Série D. Porém, com o decorrer da competição, o lateral recuperou a sua titularidade e tornou-se peça importante da equipe.

Cássio acredita que o gol é fruto da resiliência que ele teve durante esse período entre a perda da posição até a retomada do seu lugar na equipe titular.

"É muito importante. Eu vinha trabalhando, enquanto estava no banco não me abati e dei a volta por cima. Fui coroado com o gol contra o Brasiliense e pude ajudar a equipe."

A Gazeta integra o

Saiba mais
futebol vitória

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.