ASSINE

MPES quer anular contrato entre prefeitura e escritório de advocacia no ES

Segundo o Ministério Público do Espírito Santo, a legislação municipal prevê que serviços jurídicos na área trabalhista devem ser oferecidos pela Procuradoria do município; escritório do presidente da OAB-ES havia sido contratado por Pancas

Publicado em 02/07/2019 às 20h20

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.