ASSINE

Moradores se queixam de problemas de saúde após fogo em loja no Centro

Por causa da fumaça, eles reclamam de tosse. A filha deficiente de uma moradora teve convulsão por nervosismo devido à falta de energia em função do incêndio

Publicado em 24/09/2019 às 05h11
Atualizado em 24/09/2019 às 08h15
A dona de casa Tânia Araújo disse que os netos de 7 e 10 anos passam mal por conta da fumaça. Crédito: Caíque Verli
A dona de casa Tânia Araújo disse que os netos de 7 e 10 anos passam mal por conta da fumaça. Crédito: Caíque Verli

Sem energia elétrica e convivendo com o cheiro forte de fumaça, moradores da rua onde uma loja de couros pegou fogo chegam a passar mal na Vila Rubim, no Centro de Vitória. O incêndio aconteceu sexta-feira (20).

Cerca de 70 pessoas que moram ao redor da loja precisaram desocupar os imóveis. Outros moradores do quarteirão que não tiveram que sair de casa estão ainda sem energia elétrica.

O cheiro de fumaça diminuiu hoje, mas os vizinhos relatam que até nessa segunda-feira estava insuportável. Os comércios, como uma farmácia e salão de cabeleireiro, funcionam com horário limitado.

E os moradores sofrem. A dona de casa Tânia Araújo está com os dois netos, de 7 e 10 anos, passando mal em casa por causa da fumaça. "A gente fica inalando essa fumaça. Minha neta de 10 anos tosse demais e fica falando que está sentindo queimação", conta.

A autônoma Maria Creuza, com a filha Daniela Pereira, de 39 anos, que tem deficiência, e teve convulsão por nervosismo devido à falta de luz. Crédito: Caíque Verli
A autônoma Maria Creuza, com a filha Daniela Pereira, de 39 anos, que tem deficiência, e teve convulsão por nervosismo devido à falta de luz. Crédito: Caíque Verli

A autônoma Maria Creuza tem uma filha de 39 anos com deficiência. A filha dela ficou nervosa pela falta de luz e chegou a ter convulsão. 

Maria Creuza, autônoma

É difícil viver sem energia. Tenho uma filha especial que depende de energia. Ela não gosta de escuridão, ela não gosta de ficar sem televisão, ela não gosta de ficar em lugar tumultuado. Minha filha, que toma remédio controlado, ficou muito nervosa e teve convulsão

Procurada, a EDP disse que a área está interditada pelo Corpo de Bombeiros e a Concessionária está aguardando a liberação da área para restabelecer a energia na região, que foi afetada pelo incêndio na última sexta-feira. O Corpo de Bombeiros informou que essa liberação deve acontecer ainda nesta terça-feira. 

cbn reportagens cbn vitoria

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.