ASSINE

ES tem operação contra desmatamento da Mata Atlântica

A Operação Nacional Mata Atlântica em Pé tem como objetivo proteção e recuperação do bioma a partir da identificação de áreas degradadas, dos responsáveis pelas agressões e cobrança de reparação dos danos

Publicado em 10/09/2018 às 12h00
Mata Atlântica no ES. Crédito: Arquivo
Mata Atlântica no ES. Crédito: Arquivo

Uma operação de fiscalização contra o desmatamento da Mata Atlântica teve início no Espírito Santo e em mais 14 estados nesta segunda-feira (10). A Operação Nacional Mata Atlântica em Pé tem como objetivo proteção e recuperação do bioma a partir da identificação de áreas degradadas, dos responsáveis pelas agressões e cobrança de reparação dos danos.

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente (Caoa) e das Promotorias de Justiça, fazem parte da ação.

A Operação Nacional Mata Atlântica em Pé deve durar, no ES, até quarta-feira (12) e até quinta (13), no Ceará e em Minas Gerais. A fiscalização será conduzida e coordenada por equipes formadas por representantes dos Ministérios Públicos e órgãos públicos ambientais de cada estado.

Além do Espírito Santo, a operação é realizada no Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Sergipe, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí e Ceará.

Os Centros de Apoio Operacional do Meio Ambiente dos MPs dos Estados assumirão as tarefas de sistematizar os resultados das fiscalizações. Na sequência, encaminharão os relatórios, junto com material de apoio, às Promotorias de Justiça das comarcas onde forem identificados os danos ambientais.

A Gazeta integra o

Saiba mais
mpes

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.