ASSINE

Arrecadação federal no 1° trimestre tem o melhor resultado desde 1995

A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 137,932 bilhões em março. O resultado representa um aumento real de 18,49% na comparação com o mesmo mês de 2020

Publicado em 20/04/2021 às 16h35
Atualizado em 20/04/2021 às 16h57
Receita Federal paga IR.
A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 137,932 bilhões em março. . Crédito: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Correção

20 de Abril de 2021 às 16:55

Após divulgar que o resultado da arrecadação de março e do primeiro trimestre do ano eram recordes na série histórica a partir de 2007 e, depois, a partir de 1994, a Receita Federal informou na tarde desta terça-feira (20), que os dados da arrecadação de março e do trimestre são os maiores da série iniciada em 1995.

A arrecadação de tributos federais apresentou, em março e no primeiro trimestre, os melhores desempenhos para os dois períodos já registrados na série histórica da Receita Federal, que tem início em 1995. Inicialmente, o órgão havia divulgado uma série menor, com início em 2007, e depois chegou a falar que eram os resultados eram os melhores desde 1994, mas depois informou que os dois dados são recordes também analisando os resultados desde 1995.

"A nossa série comparativa se inicia em 1995 porque é quando temos todo o ano já trabalhando com o real como moeda", esclareceu o coordenador de previsão e análise do Fisco, Marcelo Gomide.

A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 137,932 bilhões em março. O resultado representa um aumento real (descontada a inflação) de 18,49% na comparação com o mesmo mês de 2020. Em relação a fevereiro deste ano, houve aumento de 6,98% no recolhimento de impostos.

Segundo Gomide, os sistemas atuais da Receita trazem dados da arrecadação apenas a partir de 2000. "O nível de detalhamento que temos hoje por setor e por código de receita conta com uma série a partir de 2000", completou.

O resultado das receitas superou todas as expectativas na pesquisa do Broadcast Projeções, cujo intervalo ia de R$ 109,85 bilhões a R$ 128,86 bilhões, com mediana de R$ 122,40 bilhões.

No acumulado do ano até março, a arrecadação federal somou R$ 445,900 bilhões. O montante ainda representa um avanço real de 5,64% na comparação com os primeiros dois meses de 2020.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.