ASSINE

Tecnologia de Israel será usada para localizar corpos em Brumadinho

De acordo com o governador, "é muito difícil localizar um corpo que está a 5m, 10m de profundidade", por isso o uso da tecnologia

Publicado em 26/01/2019 às 13h31
 . Crédito: Reprodução/TV Record
. Crédito: Reprodução/TV Record

Luiz Henrique Gomes, de O Tempo (MG) - O governador Romeu Zema (Novo) fez um breve pronunciamento na manhã deste sábado após sobrevoar o local da tragédia após o rompimento da barragem Mina do Feijão em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Zema diz que o governo federal vai ajudar no desastre trazendo uma tecnologia internacional para localizar corpos que estejam soterrados.

"O governo federal deve nos ajudar no sentido de estar trazendo uma tecnologia lá de fora que ajude a recuperar os corpos que estão soterrados porque é muito difícil você localizar um corpo que está a 5, 10m de profundidade. Israel já se ofereceu para fazer isso", disse o governador.

Técnicos que trabalham no resgate afirmaram que a tecnologia é capaz de localizar corpos a até 4 km de distância.

A Gazeta integra o

Saiba mais
barragem brumadinho minas gerais tecnologia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.