ASSINE

Atletas de surfe e skate comentam sobre participação inédita nas Olimpíadas: 'Mostrar o que é o esporte para além das medalhas'

Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Pedro Barros e Letícia Bufoni falam sobre promover as modalidades e representar o Brasil em Tóquio 2020...

Publicado em 10/06/2021 às 18h36
Atualizado em 10/06/2021 às 22h01
 Crédito: Atletas de surfe e skate falaram em entrevista organizada pela Oi (Imagem: Divulgação/Oi
Crédito: Atletas de surfe e skate falaram em entrevista organizada pela Oi (Imagem: Divulgação/Oi

Nesta quinta-feira, os atletas de surfe e skate que representarão o Brasil nas Olimpíadas de Tóquio 2020 concederam entrevista coletiva organizada pela Oi, patrocinadora oficial das modalidades. Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Pedro Barros e Letícia Bufoni falaram sobre as expectativas sobre o evento e da importância de promover os valores dos esportes, que consideram estilo de vida, além da vontade de conquistar medalhas para a delegação brasileira. É a primeira vez que os Jogos Olímpicos terão competições de esportes radicais. Gabriel Medina, bicampeão mundial de surf eda ASP World Tour, em 2014 e 2018, comentou sobre a qualidade dos brasileiros em campeonatos mundiais e a capacidade de superar as adversidades para representar o país.

— As expectativas são grandes. A gente tem excelentes atletas e tem demonstrado isso pelo circuito mundial. Nossas últimas performances tem chamado atenção no Brasil e fora dele. O que mais falam dos nossos esportes são sobre nós, e estou feliz de estar nessa história. Mesmo com as dificuldades, conseguimos colocar tudo nas ondas ou nas pistas. Com certeza vai dar Brasil.Pedro Barros quer promover valores do skate (Imagem: Divulgação/Oi)Hexacampeão mundial de skate nos X Games, Pedro Barros espera que as Olimpíadas sejam uma plataforma de divulgação dos esportes e principalmente dos valores que os integram.

— Tudo que tá acontecendo é uma loucura, para o meu mundo principalmente, imagino que também seja assim para o surfe. Espero que com a nossa participação, e essa plataforma de exposição que são as Olimpíadas, a gente possa passar um pouco mais dos valores desse estilo de vida, da união, compaixão, parceria, amor e amizade; algo que nunca se perdeu no skate, nem no dia a dia, nem na competição. Espero que seja essa a mensagem que a gente deixe nas ondas e nas pistas. Letícia Bufoni, skatista pentacampeã mundial nos X Games, revelou estar concentrada em se divertir e promover o skate para além dos resultados.

— O que todo mundo fala é que os experientes tem mais chances, eu acho o contrário. Quanto mais experiente, mais velha e mais títulos, mais pressão. Nesses últimos 3 anos, venho sofrendo uma pressão justamente por isso, todo mundo quer me ver vencer. Estou trabalhando muito isso na minha cabeça. Vou tentar só me divertir e mostrar que o skate não é só um esporte, mas um estilo de vida. Acho que é importante mostrar o que é o esporte para além das medalhas.O surfista Ítalo Ferreira, campeão mundial do WSL 2019, a maior competição de surfe do mundo, falou sobre a vontade de vencer e a importância de representar o Brasil pela primeira vez nas Olimpíadas.

— Sem dúvida existe esse desejo de medalha, porque estamos mostrando nosso talento e nossa potência. Esperamos fazer boas performances para representar a nossa bandeira, a nossa nação, que vai estar pela primeira vez acompanhando e temos muito orgulho de estar fazendo parte dessa história.

A Oi lançou peça publicitária com os atletas olímpicos patrocinados, que veicularão na TV e meios digitais, como forma de promover os princípios do surfe e skate e divulgar a participação inédita nos Jogos Olímpicos.

*Estagiária sob a supervisão de Jonas Moura

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.