ASSINE

Na última vez que venceu o Coritiba, o Vasco enfrentou Vanderlei, ídolo se lesionou e havia jogador de seleção

O técnico era Adilson Batista, o goleiro titular do Cruz-Maltino estava do outro lado e um peruano estava no time que lutava o rebaixamento da Série A do Campeonato Brasileiro...

Publicado em 14/10/2021 às 08h00
Atualizado em 14/10/2021 às 11h01
 Crédito: Divulgação/Vasco
Crédito: Divulgação/Vasco

Se enfrenta o Coritiba, neste sábado, desesperado pela vitória, a memória precisa ir até 2013 para recuperar a última vez que o Vasco foi feliz contra o rival. Mais especificamente para a noite de 2 de novembro daquele ano. Era tempo de luta contra o rebaixamento na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Atualmente, a briga é para retornar à elite.Naquela ocasião, também era reta final de campeonato, mas a 32ª rodada. O time então comandado por Adilson Batista, em Macaé, venceu por 2 a 1 e conquistou uma posição na tabela. Chegava à 17ª posição numa batalha que duraria até o fim da competição. E o torcedor bem lembra que o resultado foi de insucesso.

Naquele dia, Juninho Pernambucano foi titular, mas ficou em campo somente 18 minutos. Uma lesão marcou o penúltimo jogo dele como jogador profissional. Daqueles 28 atletas que entraram em campo no Moacyrzão, um estará em campo neste sábado: o goleiro Vanderlei, que fez história na equipe paranaense e está no primeiro ano no Vasco.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

O Cruz-Maltino, inclusive, tinha uma equipe desequilibrada: jogadores veteranos em fim de carreira, como Juninho e Cris; alguns que tiveram pouca expressão mesmo depois, como Alessandro, Jomar e Francismar; e até um jogador que se tornaria figura constante na seleção peruana: o polivalente Yoshimar Yotún, à época uma promessa bastante criticada.Confira a ficha daquele jogo:

FICHA TÉCNICAVASCO 2x1 CORITIBA

Local: Moacyrzăo, Rio de Janeiro (RJ)Data-Hora: 2/11/2013, 19h30 (de Brasília)Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabiano da Silva Ramires (ES)Renda e público: R$ 75.140 / 6.695 pagantesCartões amarelos: Abuda, Edmilson, Wendel e Renato Silva (VAS) Leandro Almeida, Gil e Carlinhos (CFC)Gols: Edmilson 25'/1ºT (1-0) e 26'/2ºT (2-0); Luccas Claro 37'/2ºT (2-1)

VASCO: Alessandro, Fagner (Reginaldo 26'/2ºT), Jomar, Cris e Yotún; Wendel, Pedro Ken, Marlone, Juninho (Abuda 18'/1ºT) e Francismar (Renato Silva - intervalo); Edmílson - Técnico: Adilson Batista.

CORITIBA: Vanderlei, Gil, Leandro Almeida, Luccas Claro e Carlinhos; Júnior Urso (Lincoln, 39'/2ºT), Willian e Alex (Deivid, 31'/2ºT); Geraldo (Vitor Junior, 37'/1ºT), Júlio Cesar e Robinho - Técnico: Péricles Chamusca.

A Gazeta integra o

Saiba mais
vasco

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.