ASSINE
Oferecimento:
Modo de Visualização:

São Mateus: manifestantes fecham BR 101 após morte de jovem atropelada

Mayane Ebes seguia para o trabalho de bicicleta quando foi atropelada na rodovia, no bairro Rodocon. Moradores da região afirmam que o trecho é bastante escuro e realizaram protesto pedindo melhor iluminação. A via ficou interditada por quase quatro horas

Publicado em 03/04/2019 às 12h22
Protesto aconteceu depois que Mayane Ebes, de 22 anos, morreu após ser atropelada no local enquanto seguia para o trabalho de bicicleta. Crédito: Reprodução
Protesto aconteceu depois que Mayane Ebes, de 22 anos, morreu após ser atropelada no local enquanto seguia para o trabalho de bicicleta. Crédito: Reprodução

Manifestantes fecharam a BR 101, em São Mateus, região Norte do Estado, na noite desta terça-feira (02), pedindo melhor iluminação no trecho. O protesto aconteceu no quilômetro 69 após a morte de Mayane Ebes, de 22 anos, que foi atropelada no local enquanto seguia para o trabalho de bicicleta, na noite de domingo (31). A jovem morreu na hora e o motorista fugiu.

Segundo o Centro de Controle Operacional (CCO) da Eco101, a concentração de manifestantes começou por volta das 17h40. “Às 19h24, populares bloquearam totalmente a rodovia. Recursos da concessionária estiveram no local, com equipes da viatura de inspeção – que auxilia na sinalização, carro-pipa e ambulância, além de uma equipe de conservação, que realizou a limpeza da pista assim que as vias foram desobstruídas. A Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar (PM) e Corpo de Bombeiros também estiveram no local”, diz nota da Eco 101.

O tráfego só foi liberado por volta de 23h30. A PRF informou que negociou com os manifestantes para a liberação da via, sem necessidade de intervenção.

Procurada pela TV Gazeta Norte, a Secretaria Municipal de Obras, Infraestrutura e Transporte afirmou que a iluminação na BR 101 é de responsabilidade da concessionária que administra a rodovia. Já a Eco 101 explicou que a manutenção e instalação de sistema de iluminação pública em perímetros urbanos não estão previstas em contrato. E que uma resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) determina que a iluminação pública é responsabilidade das prefeituras.

ATROPELAMENTO

O atropelamento de Mayane aconteceu no bairro Rodocon, onde fica a fábrica de porcelanas onde ela trabalhava. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a jovem passava de bicicleta na rodovia quando foi atingida por um carro, por volta das 19h40 de domingo.

Moradores da região reclamam que falta segurança para os trabalhadores que trabalham na empresa, pois precisam passar pela BR 101 enfrentando muito escuridão.

A fábrica onde a jovem trabalhava informou que lamenta o ocorrido e que oferece vale-transporte aos funcionários, mas alguns preferem se deslocar ao local de outra forma. Além disso, disse que prestou todo apoio à família.

Mayane estava na empresa há menos de um mês. Ela deixa o marido e uma filha de 3 anos. A jovem foi enterrada na segunda-feira (1º). O motorista que atropelou Mayane ainda não foi encontrado.

 

A Gazeta integra o

Saiba mais
atropelamento br 101 são mateus

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.