ASSINE

PF vai agir na chegada de filho de Gagliasso e Ewbank, diz colunista

Ideia é que família Gagliasso-Ewbank saia pelo terminal de cargas, segundo informações da colunista Fábia Oliveira

Publicado em 26/07/2019 às 10h28
Bruno Gagliasso, Giovanna Ewbank e Titi: no Malawi, na África. Crédito: Reprodução/Instagram @gio_ewbank
Bruno Gagliasso, Giovanna Ewbank e Titi: no Malawi, na África. Crédito: Reprodução/Instagram @gio_ewbank

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank vão chegar ao Brasil com o pequeno Bless, de 4 anos, no fim da próxima semana. Segundo informações da colunista Fábia Oliveira, até a Polícia Federal (PF) vai agir na chegada do novo filho do casal, adotado do Malawi, na África, mesmo país de Titi, de 6 anos. Isso porque, nos bastidores, o papo é de que não querem que a criança seja fotografada e nem abordada de forma agressiva por fotógrafos.

De acordo com a colunista, está sendo feito um planejamento junto da PF para o desembarque deles no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. 

A ideia, segundo Fábia Oliveira, é de que os quatro saiam escoltados pela polícia pelo terminal de cargas. Eles passaram quase um mês na África para finalizar o processo de adoção do pequeno. 

À colunista, a assessoria de imprensa de Bruno Gagliasso negou o plano. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
aeroporto brasil bruno gagliasso giovanna ewbank rio de janeiro

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.