ASSINE
Jornalista de A Gazeta. Há 10 anos acompanha a cobertura de Economia. É colunista desde 2018 e traz neste espaço informações e análises sobre a cena econômica.

Mudança no comando do Grupo Wine

Marcelo D'Arienzo assume a função de CEO, que era ocupada por Rogério Salume

Publicado em 15/01/2019 às 17h28
Marcelo D'Arienzo é o novo CEO da Wine.com.br. Crédito: Marcus Samed/Divulgação Wine
Marcelo D'Arienzo é o novo CEO da Wine.com.br. Crédito: Marcus Samed/Divulgação Wine

O Grupo Wine anunciou na tarde desta terça-feira (15) que Rogério Salume não será mais o CEO da companhia, que é atualmente o maior e-commerce de vinhos da América Latina. O paulista Marcelo D’Arienzo é quem a partir de hoje comanda a empresa. Com 34 anos, Marcelo está na Wine desde 2016 e ocupava a presidência do Conselho de Administração que, a partir de agora, será presidido por Salume.

O executivo acumula mais de cinco anos na Península Participações, como sócio e diretor de investimentos. Na Península - empresa de Abilio Diniz, um dos empresários mais poderosos do Brasil -, liderou o investimento na Wine, quando houve a compra de uma fatia do negócio em 2016.

As mudanças na estrutura, que começaram a ser pensadas no ano passado, por enquanto se limitam aos dois cargos citados. “Como eu participei da construção da diretoria formada pelo Rogério, a priori não tem modificação”, afirmou D’Arienzo, ao frisar que a relação de confiança entre sócios e integrantes da empresa foi fundamental para aceitar o convite.

O novo CEO assume o negócio com três focos principais. Segundo ele, a prioridade é fortalecer o clube de assinaturas, hoje com cerca de 140 mil sócios e considerado como a principal identidade da empresa.

O segundo ponto é passar a ter uma presença mais marcante no mundo físico, tanto por meio de investimentos em lojas próprias quanto por parcerias junto a terceiros.

“A gente quer estar mais perto do nosso assinante. A ideia é que a marca Wine esteja presente em diversos pontos de venda”, reforça o CEO, que até então atuava em São Paulo e agora passa a morar em Vitória, onde é a sede da empresa. Dentro dos planos de aumentar a aproximação com o cliente, está o investimento em 100 lojas físicas nos próximos cinco anos.

A terceira linha de atuação de D’Arienzo será no fortalecimento das novas unidades de negócios do grupo, como a Wine Eventos, Bodegas Wine (B2B), Beer e Vinho Fácil.

Faturamento

Em 2018, a Wine teve um faturamento da ordem de R$ 400 milhões, número que o grupo pretende aumentar, mas que, por enquanto, não foi divulgado. De acordo com D’Arienzo , expansões e metas para os próximos anos estão sendo traçadas dentro das novas estratégias que estão sendo debatidas.

“O que posso dizer é que o movimento da minha vinda para cá só reforça como a companhia acredita na economia do Estado. O nosso escritório central está em Vitória, nosso centro de distribuição é na Serra e nossas operações de importação são pelo porto capixaba.”

Questionado se as mudanças podem ter alguma relação com a venda da empresa, o CEO afirmou que embora a Wine seja constantemente assediada por outras companhias, o movimento é contrário. “A verdade é que nós é que estamos de olho no mercado para fazer aquisições”, revela sem dar muitos detalhes.

Mudança

Rogério Salume era o CEO da Wine. Agora, será o presidente do Conselho de Administração. Crédito: Wine/Divulgação
Rogério Salume era o CEO da Wine. Agora, será o presidente do Conselho de Administração. Crédito: Wine/Divulgação

Rogério Salume conta que a passagem de bastão foi uma decisão alinhada à sua realização pessoal e também ao que atenderia melhor os negócios da empresa. “Desde o ano passado eu já vinha com sentimento que estava na hora de me dedicar a funções mais alinhadas àquilo que me sinto mais confortável. Estava na hora de trazer uma pessoa que estivesse mais próxima de todos os conceitos do mercado. Queria trazer uma nova visão para a companhia. E aí, no segundo semestre de 2018, dividi essa intenção com meus sócios e fomos buscar nomes que se encaixavam nesse perfil. Foi então que analisamos que internamente tínhamos essa pessoa, que é o Marcelo, que já conhece o nosso projeto muito bem. Assim, todos os diretores se sentiram muito confortáveis com essa decisão.”

Salume comenta que a partir de agora ele vai cuidar mais das estratégias, relacionamento e cultura do grupo Wine. “Nós acreditamos que há um espaço muito grande para oportunidades e crescimento e a mudança vai contribuir para isso.”

Marcelo D'Arienzo 

Formado em Administração pela FAAP, Marcelo D'Arienzo tem 34 anos e acumula mais de cinco anos na Península Participações, como sócio e diretor de investimentos. Até o ano passado, D’Arienzo era presidente do Conselho de Administração do grupo. 

A Wine

Criada em 2008, em Vitória, a Wine tem mais de 380 funcionários. Em 2009, atendia 14 mil clientes. Em 2010, lançou o Clube Wine, um clube de assinatura de vinhos que conta hoje com mais de 140 mil associados. O negócio já atendeu mais de 1 milhão de pessoas, entre sócios, clientes, restaurantes, lojas, e se transformou em um dos maiores e-commerce de vinhos do mundo. Em 2016, Abilio Diniz se tornou sócio da companhia. A compra foi feita por meio da Península Participações, empresa de investimento do bilionário.  O controle da plataforma ficou a cargo da Península junto da e.Brics Digital, do Grupo RBS.

A Gazeta integra o

Saiba mais
beatriz seixas opinião vinhos

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.