ASSINE

Bolsa cai 0,34% repercutindo fim da reforma da Previdência

Anúncio de novas medidas fiscais, porém, suaviza queda. Dólar avança a R$ 3,247

Publicado em 20/02/2018 às 11h10
Dólar. Crédito: Reprodução/Pixabay
Dólar. Crédito: Reprodução/Pixabay

A Bolsa é negociada no vermelho nesta terça-feira, repercutindo o fim da reforma da Previdência, anunciado ontem pelo governo. Agora, o Ibovespa, principal índice do mercado brasileiro, recua 0,36% aos 84.448 pontos. O dólar comercial também digere a medida e avança 0,33%, sendo cotado a R$ 3,247.

Além do cenário interno, a moeda é puxada pelo fortalecimento da divisa na conjuntura internacional e pelo aumento dos rendimentos dos títulos do Tesouro americano no exterior.

De acordo com o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, o governo ouviu informalmente alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e chegou a conclusão de que não havia condições de contornar o impedimento legal de que propostas de emenda à Constituição (PECs) sejam votadas durante a vigência de uma intervenção federal, como a que está vigorando na área de segurança no Rio de Janeiro.

A queda do índice é suavizada pelo anúncio de uma nova pauta econômica, que inclui mudanças no PIS/Cofins, autonomia do BC e reoneração da folha de pagamento. Para analistas, porém, o mercado não se deixa enganar com altas expectativas sobre o pacote.

"Embora sejam medidas positivas, acreditamos que deixam claro o improviso do Planalto neste momento. Assim, concordamos com Miriam Leitão. Segundo ela, “É uma lista de factoides para parecer que o governo tem uma agenda”. Seja como for, podem evitar uma espécie de 'pauta bomba' até o final do mandato de Temer", escreveu o economista Ignacio Crespo, da Guide Investimentos.

Uma das medidas prevê a privatização de Eletrobras, que desponta como um dos principais impactos positivos da Bolsa. Os papéis ordinários (ON, com voto) sobem 2,94% e os preferenciais (PN, sem voto) avançam 3,26%.

Entre os papéis mais negociados, a Vale cai 0,88% e as preferenciais da Petrobras recuam 0,79%.

A Gazeta integra o

Saiba mais
economia previdência stf

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.