Ativo 1
A Gazeta

por Glacieri Carraretto

A situação do óleo nas praias do ES

Ativo 1
A Gazeta

Origem

Há dois meses, manchas de petróleo cru se espalham pela costa do Nordeste brasileiro. O foco do vazamento não foi descoberto até agora.

Ativo 1
A Gazeta

Areia capixaba

No Espírito Santo, a primeira praia atingida pelo óleo foi Guriri, São Mateus, em 7 de novembro. O resíduo chegou mais denso e em pequenos pedaços.

Ativo 1
A Gazeta

Rios fechados

Também foram encontrados fragmentos em Conceição da Barra, onde foi necessário fazer a contenção da foz do rio Itaúnas e do Riacho Doce.

Ativo 1
A Gazeta

Limpeza

Uma força-tarefa, com funcionários de prefeituras, mais 248 militares da Marinha e outros 59 do Exército, atua na varredura do litoral.

Ativo 1
A Gazeta

Montante

Sete praias foram atingidas em Linhares até agora, entre elas a turística Pontal do Ipiranga e Povoação, chegando ao montante de 276 kg de óleo coletado.

Ativo 1
A Gazeta

Pedaços pequenos

Aracruz é onde o material foi encontrado no maior número de praias, 10 ao todo. Porém, os fragmentos tinham de 1 a 4 centímetros de diâmetro.

Ativo 1
A Gazeta

Grande Vitória

Cerca de 400 gramas foram localizados em Fundão, na região Metropolitana. Também foram recolhidos fragmentos em Interlagos, Vila Velha, e Jacaraípe, Serra.

Ativo 1
A Gazeta

Capital limpa

Em Vitória, um material foi coletado na praia de Camburi e levado para análise. A Marinha descartou ser o óleo vindo do Nordeste.

Ativo 1
A Gazeta

Balanço

Ao todo, 800 quilos de material oleado foram recolhidos das praias capixabas, segundo o governo estadual. Nenhuma das praias foi interditada pela Capitania dos Portos.