ASSINE

Loja de motos investe em qualidade do primeiro contato ao pós-venda

Além de melhorias no atendimento aos clientes, a Moto Vena fomenta projetos sociais e vai apostar em expansão para avançar pelo ES

Tempo de leitura: 3min
Publicado em 23/06/2022 às 00h22
Moto Vena
Loja da Moto Vena: expansão à vista. Crédito: Moto Vena/Divulgação

No que depender da Moto Vena, em breve os capixabas poderão contar com ainda mais lojas da concessionária à sua disposição, uma vez que a marca pretende aumentar sua abrangência no Estado ainda este ano. Além de reforçar a presença no mercado local, a empresa pretende investir em projetos sociais para auxiliar os condutores, dando a eles mais autonomia nos assuntos relacionados à mecânica, por exemplo.

A atual fase de crescimento do negócio vem para coroar o bom momento vivido, já que a Moto Vena figura entre as lojas de motocicleta preferidas dos capixabas, como aponta o Recall de Marcas Rede Gazeta. Não bastasse todo esse reconhecimento, a Honda, marca que a empresa representa, também tem a predileção dos moradores do Estado.

Ao comentar o retorno recebido do público, o diretor da Moto Vena, Gabriel Rizk, ressalta os investimentos feitos em capacitações e treinamentos, cujo foco principal é o atendimento de qualidade aos clientes. “Acreditamos que o reconhecimento é fruto dos investimentos em treinamentos e capacitações que estamos frequentemente promovendo para a nossa força de trabalho, sempre com foco no atendimento ao consumidor”, avalia.

Moto Vena - diretor Gabriel Rizk
Gabriel Rizk, diretor da Moto Vena, ressalta os investimentos feitos em capacitações e treinamentos da equipe. Crédito: Moto Vena/Divulgação

Rizk frisa, ainda, que a empresa segue incansável em seu principal objetivo: ser lembrada por proporcionar momentos de alegria e realização para quem adquire seus produtos. “A meta da Moto Vena é ter clientes satisfeitos e falando da nossa marca. E, com muita felicidade, temos notado que isso vem acontecendo”, pontua.

Empenhada em continuar entre as preferidas do público no Espírito Santo, a marca aposta em diferentes frentes de abordagem, indo de atendimento on-line a café da manhã e passeios com os clientes. A estratégia envolve, ainda, atendimentos pós-vendas e o oferecimento de cursos de pilotagem e mecânica básica para empresas e órgãos públicos.

DIGITAL

A empresa lançou um olhar mais atencioso para os negócios na esfera virtual a partir do início da pandemia. “A necessidade de se vender somente no virtual à época fez com que criássemos uma sala exclusiva para vendas on-line, com base em Vila Velha. Hoje, estamos estruturando a segunda sala, desta vez na Serra”, informa.

A aposta da Moto Vena em mais tecnologia e agilidade no atendimento aos seus clientes ainda possibilitou oportunidade de trabalho para quem estava fora do mercado, já que a marca conta com um número considerável de colaboradores atuando exclusivamente nas vendas feitas no ambiente on-line.

POPULAR

Rizk também ponderou sobre a resposta do mercado nos últimos dois anos. Ele acredita que, por ser um veículo mais popular e democrático, a motocicleta acabou se tornando um símbolo no apoio aos trabalhadores que saíram e ainda saem em busca de uma fonte de renda extra, o que teria ajudado a manter as vendas desses veículos aquecidas, apesar das limitações mercadológicas e econômicas enfrentadas por grandes marcas e empresas.

Mesmo com todas as atenções voltadas para as vendas e expansão dos negócios, a Moto Vena também investe em parcerias de cunho social, das quais se destacam os cursos de pilotagem para guardas municipais, empresas privadas e clientes e cursos de mecânica básica nas prefeituras e no Detran, entre outros.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Recall de Marcas 2022

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.