ASSINE

Da Vila ao Espírito Santo

Um podcast de A Gazeta sobre a história dos 78 municípios do Espírito Santo. Os episódios contam a trajetória de cada cidade, desde a sua fundação até os detalhes e curiosidades da economia e da política local

  • 18:45

    São Gabriel da Palha: café, polêmicas e um prefeito assassinado

    14/11/2020 às 04:25

    A famosa Estátua do Colono, em São Gabriel da Palha, com um imigrante gigante com uma peneira de café nas mãos, é um símbolo de como a cafeicultura é importante para a cidade. Tudo começou a partir de uma vila de casas de palha, que alguns dizem ter sido fundada por um simpático pescador do córrego São Gabriel, enquanto outros juram que foram os poloneses os pioneiros. De um jeito ou de outro, o município se desenvolveu e se tornou um dos grandes produtores de café do Estado e até hoje tem como principal pilar de sua economia a maior cooperativa de café conilon do Brasil, cujos fundadores também são responsáveis pela emancipação e formação política da cidade. Tudo isso a gente te conta neste episódio.

  • 15:43

    Pancas, um município que foi fundado duas vezes

    14/11/2020 às 04:21

    Em meio aos Pontões Capixabas, como é conhecido hoje o monumento rochoso natural no Noroeste do Espírito Santo, Pancas nasceu e cresceu graças ao cultivo do café. O município era um antigo distrito de Colatina que chegou a ser emancipado como cidade duas vezes, mas ainda hoje quer ampliar o próprio território. Descoberta por desbravadores que estavam em busca de terras férteis, Pancas é conhecida pelas belas paisagens e pela forte imigração pomerana. Leva o apelido de cidade poesia justamente por inspirar poetas com as belezas naturais.

  • 16:07

    Marilândia, a terra de Maria que se desenvolveu graças a um governador da terra

    14/11/2020 às 04:18

    Marilândia significa terra de Maria. O nome foi dado por padres Salesianos que visitavam o povoado criado por imigrantes italianos. As referências católicas do município vão além do nome. São muitas as tradições religiosas existentes por lá, como a subida anual da escadaria da Pedra do Cruzeiro que, segundo a fé local, traz curas e graças para os devotos. Outra tradição são os famosos tapetes de Corpus Christi. Conheça os detalhes do passado desta cidade do Noroeste do Espírito Santo, que já foi chamada de Liberdade e de onde surgiram pessoas influentes no cenário político estadual, como um ex-governador que ajudou a trazer o desenvolvimento para a região.

  • 15:56

    Mantenópolis, o município que nasceu da destruição

    14/11/2020 às 03:40

    Mantenópolis se tornou cidade a partir da destruição de Ametista, que ficava às margens do Rio São Mateus. Uma tempestade sem precedentes elevou o nível do rio e devastou dois terços do recém-criado município. Assim, a sede foi transferida para o distrito vizinho, Mantenópolis. Tudo isso aconteceu em plena Guerra do Contestado, um conflito por territórios entre o Espírito Santo e Minas Gerais. Aperte o play e confira outras histórias da cidade que tem o apelido de “Valadares Capixaba”, porque, a exemplo da cidade mineira, também tem muitos moradores que buscam uma vida melhor na terra do Tio Sam.

  • 18:59

    Ecoporanga, a terra da prosperidade que não reelege ninguém

    14/11/2020 às 03:35

    Ecoporanga surgiu a partir de um desbravador mineiro. Jacinto Antônio Dias saiu de Conselheiro Pena com a mulher e os 12 filhos abrindo caminhos em meio a mata, até chegar a uma localidade desabitada que batizou de Represa. Foi ali que começou a história do município. Aliás, Represa foi só o primeiro nome da cidade, que teve outros três antes de ser batizada como conhecemos hoje. Ecoporanga é a terra da prosperidade, na tradução do tupi para o português. O município do Noroeste do Estado já passou por guerra, crise econômica e aguerridos embates políticos. Mesmo assim cresceu e se desenvolveu honrando o nome que ganhou. Aperte o play e aproveite a viagem!

  • 17:34

    Boa Esperança, o município que quase foi extinto

    14/11/2020 às 01:43

    Boa Esperança foi elevada a município em meio a uma grave crise política com o início da ditadura militar e em plena crise econômica, com a erradicação dos cafezais. Diante da inviabilidade econômica, a cidade quase perdeu a independência, mas sobreviveu a todas as dificuldades com muito trabalho. Neste episódio você vai conhecer uma cidade rural e pacata do interior que tem no DNA uma política comunitária e de figuras tradicionais.

  • 20:12

    Vila Valério, uma luta de 17 anos para se emancipar

    14/11/2020 às 01:34

    A emancipação de Vila Valério é uma história de determinação de um povoado que por 17 anos se organizou e se movimentou para que um dia pudesse ser um município autônomo. Depois de três tentativas e de armar um esquema de guerra para peitar até a própria Justiça Eleitoral, que quase interrompeu o processo, Vila Valério se emancipou em 1994. A cidade também começou graças a persistência de um líder local, que mesmo após a morte de 50 colegas, enfrentou o surto de malária que havia na região e manteve seu projeto de erguer uma vila. Neste episódio, a gente te conta tudo isso e mais detalhes sobre o município.

  • 13:55

    Vila Pavão, a Pomerânia quente capixaba

    14/11/2020 às 01:30

    Está enganado quem pensa que é só Santa Maria de Jetibá que tem pomerano. Longe do alto das montanhas, no sertão Noroeste capixaba, Vila Pavão é a Pomerânia quente, fundada por esses imigrantes em um clima verdadeiramente tropical, bem diferente do frio ao qual estavam acostumados na Europa. A cidade, além de ter Santa Maria como "irmã", também possui uma "prima" um pouco mais distante, em Rondônia, fruto do incentivo à ocupação da Amazônia durante a ditadura militar, que levou diversos moradores de Vila Pavão para o Norte do país. Neste episódio, a gente te conta esses e outros detalhes da história do município.

  • 13:33

    São Roque do Canaã, de Fernanda Montenegro à capital da cachaça

    14/11/2020 às 01:28

    Uma das maiores atrizes brasileiras de todos os tempos, que interpretou tantas personagens de diferentes regiões do Brasil, também usou seu talento para contar um pouco da história de São Roque do Canaã. Fernanda Montenegro, quando já era famosa nos anos 70, gravou um filme na cidade, que começava a se destacar pela gigantesca estrutura armada para encenar a Vida e Morte de Jesus. Além da religiosidade, o município tem como símbolo a cachaça e conta com os alambiques mais tradicionais do Estado, que o transformou em um dos maiores produtores do país. Neste episódio você vai saber tudo sobre a fundação, a economia e a política de São Roque do Canaã.

  • 23:03

    Nova Venécia, romance e assombração na "pérola do Noroeste"

    14/11/2020 às 01:24

    Nova Venécia foi uma das primeiras vilas do interior do Norte do Espírito Santo a se desenvolver. Por ser antiga, é cheia de boas histórias. Uma delas é sobre a sua fundação, que só aconteceu após um romance interrompido entre uma indígena e um negro escravizado, que fugiram para viver juntos, mas mobilizaram uma tribo e capatazes para encontrar o casal. A cidade também carrega a história de um crime cruel, que desencadeou uma grande revolução quilombola, liderada por Constança de Angola. Quer saber mais sobre o município? Dá o play que a gente te conta!

  • 13:37

    Governador Lindenberg, a cidade mais jovem do ES

    14/11/2020 às 01:18

    Governador Lindenberg foi a última cidade do Espírito Santo a se emancipar, em 1998. A caçula capixaba foi ocupada a partir de um programa governamental, mas, para surpresa de funcionários do Estado, no meio da mata, sozinho na floresta, habitava um ermitão. Era um indígena conhecido apenas como Menininho Baiano, que ficou marcado como primeiro morador da região. Neste episódio, a gente te conta mais sobre essa e outras curiosidades do município.

  • 24:46

    Colatina, a cidade onde nasceu a “guerra civil” capixaba

    14/11/2020 às 01:12

    Você sabia que Colatina foi a maior cidade do Espírito Santo durante um bom pedaço do século XX e por pouco não virou Capital do Estado? A Revolta de Xandoca, que marca a história do município, daria um excelente filme cheio de conspirações, traições, ataques surpresa, heróis e antiheróis. Foi um período de tensão, em que o Estado teve dois governadores e duas Assembleias, praticamente uma guerra civil. Além disso, Colatina foi, literalmente, o primeiro lugar do Norte do Rio Doce a ser integrado com o Centro Sul, a partir da Ponte Florentino Avidos. Foi a partir de lá que surgiram várias das atuais cidades do Estado. Quer saber mais sobre a história de Colatina? Te conto se você der o play.

  • 18:06

    Barra de São Francisco, a cidade que protagonizou uma guerra

    14/11/2020 às 01:08

    Fazendo divisa com Minas Gerais, Barra de São Francisco já surgiu em meio a um grande conflito pela disputa de territórios. Espírito Santo e Minas reivindicavam o direito de dominação daquelas terras. Foram quase 50 anos de litígio e ameaças na chamada Guerra do Contestado. O auge das tensões aconteceu nos anos 40 e quase terminou em um conflito armado. As tropas de prontidão se estranharam, mas não chegaram a abrir fogo. Por tudo isso, a cidade carrega o lema de sentinela capixaba. Está curioso pra saber como essa história terminou e quais impactos ela teve na vida da população de Barra de São Francisco? É só apertar o play que a gente te conta.

  • 22:32

    Baixo Guandu, do massacre indígena à Lama da Samarco

    14/11/2020 às 01:05

    Baixo Guandu era território dos "temidos" aimorés, ou melhor, o povo borum, que tinha muita identidade com a floresta e o Rio Doce, resistindo por anos às tentativas de colonizadores de se instalarem e os expulsarem da região. No século XIX, eles foram em grande parte assassinados, em um dos massacre promovido pelo Império. Quem se estabeleceu por lá foi um veterano da Guerra do Paraguai. Baixo Guandu nasceu do encontro de dois importantes rios que passam pelo Estado, o Guandu e o Doce, e foi um importante entreposto comercial até o início do século XX. Esses rios guardam até hoje a cicatriz do rompimento da barragem da Samarco, em 2015, que mudou a vida de muita gente que dependia desses afluentes. Quer saber mais? Dá o play aí, então.

  • 15:54

    Águia Branca, a Polônia do Noroeste capixaba

    14/11/2020 às 01:02

    A mesma águia branca que é o principal símbolo do brasão da Polônia também se tornou símbolo do município de Águia Branca, maior colônia de poloneses do Espírito Santo. A cidade faz parte da diáspora de muitos poloneses que fugiam do nazismo e da violência antes e durante a Segunda Guerra Mundial. No Estado, eles encontraram um lugar totalmente diferente na cultura, no clima e na biosfera. Com o tempo, se adaptaram e fizeram parte da fundação de uma das maiores empresas do Estado, a Águia Branca. Vamos viajar na história da cidade? Dá o play aí que a gente te guia.

  • 14:43

    Água Doce do Norte, da Guerra do Contestado à "piada de tiozão"

    14/11/2020 às 12:55

    Água Doce do Norte ganhou espaço em 2020 por conta do vice, que mesmo recebendo os salários para a função, vivia nos Estados Unidos há dois anos e meio. Mas a história da cidade traz ainda mais curiosidade. O nome dela, inclusive, era uma forma pejorativa que os tropeiros se referiam ao café da região, feito com menos pó. Um café mais ralo que para muitos era só uma "água doce", daí o nome "Água Doce do Norte". Quer saber mais detalhes da cidade? É só dar o play.

  • 13:03

    São Domingos do Norte e a história do "padrinho de municípios"

    13/11/2020 às 10:08

    Boa parte da Região Noroeste foi ocupada a partir de loteamentos feitos durante os anos 20 e 30 por um "colonizador profissional", um empreiteiro contratado pelo Estado para abrir pequenas trilhas e fornecer uma infraestrutura básica para a instalação dos colonos que povoaram essas regiões. Bertolo Malacarne é "padrinho" de várias cidades por lá, inclusive São Domingos do Norte. Quer conhecer mais sobre ele e a cidade? A gente te conta neste episódio.

  • 10:38

    Alto Rio Novo, a cidade escondida nas montanhas do Noroeste

    13/11/2020 às 10:05

    A região de Alto Rio Novo foi durante algum tempo uma zona proibida para exploradores. Quando o ouro ainda era o principal interesse dos colonizadores no Brasil, a coroa portuguesa não queria saber de ninguém abrindo novos caminhos até Ouro Preto. Foi só em 1921, durante uma expedição, que descobriram um planície do município no alto de uma montanha, onde havia um rio. Um lugar ideal para dar início a um povoado. Neste episódio você vai conhecer como o município passou de uma área isolada um importante produtor de café no Noroeste capixaba.

  • 19:04

    # Pedro Canário, das brigas entre madeireiras e ambientalistas até a Operação Naufrágio

    12/11/2020 às 09:45

    Pedro Canário surgiu de um pequeno povoado isolado na mata, nas margens do rio Itaúnas. O desenvolvimento do município aconteceu durante a época do avanço do desmatamento pelo Estado, quando a atividade madeireira derrubou boa parte da Mata Atlântica capixaba. Parte dessa floresta foi protegida pela ação de ambientalistas que garantiram a demarcação de uma reserva ambiental em meio a conflitos entre jagunços das madeireiras e posseiros. O município, anos mais tarde, também ficou marcado por conta de um prefeito envolvido na Operação Naufrágio, o maior escândalo do Judiciário capixaba. Tudo isso, você confere neste episódio. 

  • 17:01

    # João Neiva, cidade com ferro e ferrovia no DNA

    12/11/2020 às 09:16

    Fundada por italianos, João Neiva teve um rápido crescimento com a chegada da estrada de ferro no Espírito Santo. A ferrovia Vitória-Minas foi o grande impulsionador da região que se desenvolveu no entorno dos trilhos e da estação João Neiva. Até o nome do município é em homenagem a um político que impulsionou a criação dessa linha férrea. Essa identidade com a estrada de ferro é muito forte no município. Até a equipe de futebol mais importante da cidade tinha relação com os trilhos do trem. O nome era Ferroviária de João Neiva e era formada por operários. Quer conhecer melhor o município? É só dar o play.

  • 15:40

    # Montanha, a cidade dos rodeios e dos “reis do gado”

    12/11/2020 às 08:29

    Montanha, apesar do nome, é uma cidade predominantemente plana, o que a tornou ideal para a pecuária. O município conta com um dos maiores rebanhos de gado do Espírito Santo. São quase 8 bois ou vacas para cada morador. Mais do que um simples pilar para a economia, a pecuária faz parte da cultura do lugar. A cidade  é palco dos maiores rodeios do Estado, tem um festival de forró e a festa da carne de sol, um prato famoso por lá, por ter uma forma especial de preparo. Neste episódio, a gente te conta mais sobre a história da fundação e das disputas políticas do município.

  • 16:39

    # Pinheiros: madeireiras, coronéis e seca

    12/11/2020 às 08:06

    As histórias reais dos conflitos de Pinheiros colocam para trás muitos roteiros de ficção de faroestes norte-americanos. Um dos embates mais famosos da cidade é o caso do Coronel Jackson Medonça, conhecido até hoje na cidade por colocar até as forças do Estado para correr das terras que ele reivindicava para si nos anos 60. Jackson chegou até a construir uma fortaleza na cidade para se proteger dos inimigos. O município viveu uma série de batalhas entre pistoleiros, posseiros, madeireiras e o governo durante o período. Uma violenta cicatriz na história de Pinheiros. Quer saber mais sobre a cidade? Coloca o episódio para tocar que a gente te conta.

  • 17:41

    # Rio Bananal: descoberta ao acaso, milagre e perseguição

    12/11/2020 às 07:40

    Rio Bananal em 1929 nem sequer havia sido catalogado como um rio do Norte do Estado quando foi descoberto pelos seus primeiros habitantes. Neste episódio vamos te contar como foi a fundação da cidade, a perseguição sofrida por um de seus líderes, um militante de um movimento de extrema-direita, e do suposto milagre de Nossa Senhora da Penha, que teria feito chover na cidade. A chuva chegou logo após uma procissão, em que fiéis pediam ajuda depois de enfrentar dias e dias de seca na região. Quer saber mais sobre a cidade? É só dar o play!

  • 29:10

    # Conceição da Barra: praia, poder e acusações de traição

    12/11/2020 às 07:12

    Conhecida pelo axé das micaretas da Barra ou pelo forró das Dunas de Itaúnas, Conceição da Barra é uma das cidades mais antigas do Espírito Santo. Sua história é recheada de lutas pelo poder. Neste episódio, você vai conhecer um pouco sobre a Guerra do Cricaré entre indígenas e portugueses, a luta dos quilombolas da cidade, o soterramento da vila antiga de Itaúnas, os conflitos entre moradores e madeireiros, além de um crime misterioso envolvendo dois prefeitos, que mexeram com a vida política do município.

  • 21:16

    # Linhares, o humilhado que foi exaltado

    12/11/2020 às 06:16

    A história de Linhares é cheia de altos e baixos. De uma das vilas mais antigas do Espírito Santo, a cidade ficou durante algum tempo esquecida pelo governo Estadual e viu Colatina, que era um distrito, se tornar uma das maiores cidades do Estado, durante a primeira metade do século XX. Em 1907, uma conspiração de políticos de Colatina "levou" a sede para o então distrito, esvaziando Linhares. Neste podcast a gente te conta detalhes sobre a construção da ponte e da BR-101, que mudaram a cara da cidade, as lendas por trás do valente Caboclo Bernado, um herói local, e da rica economia do município. Dá o play aí!

  • 25:43

    # Aracruz: entre a celulose e os povos indígenas

    12/11/2020 às 06:06

    Aracruz, ou melhor, Santa Cruz, como era chamada antigamente, é uma das vilas mais antigas do Espírito Santo. Fundada na época dos jesuítas, sua origem está nas margens do rio Piraqueaçu, onde hoje habitam milhares de tupiniquins e guaranis, na única reserva indígena do Espírito Santo. A demarcação deste território envolve uma história de conflitos, mortes, jagunços, grandes madeireiras, a Ditadura Militar e ainda se estende pela política local. Quer conhecer um pouco disso tudo? Dá o play que a gente te conta.

  • 11:15

    # Mucurici, uma das cidades que fizeram o ES entrar em guerra com BA e MG

    12/11/2020 às 05:49

    No extremo Norte do Espírito Santo está o município de Mucurici, nas divisas do território capixaba com a Bahia e Minas Gerais. No início do século XX, o município fez parte de uma região que era disputada pelos governos dos três Estados, quando os limites geográficos ainda não estavam muito bem definidos. Foram décadas de conflitos entre posseiros, policiais dos três lados disputando quem era a autoridade local, pistoleiros e muita violência. O fim da Guerra do Contestado, como ficou conhecida, só aconteceu no fim dos anos 60. Quando a cidade começou a crescer. Quer saber mais? É só dar o play neste episódio.

  • 09:54

    # Ponto Belo, um dos maiores bolsões de pobreza do ES

    12/11/2020 às 05:31

    Ponto Belo é o segundo município mais pobre do Espírito Santo em termos de receita e tem 61% de moradores dependentes de programas sociais de complementação de renda. Impactada pelo caos político da época da Guerra do Contestado e pelo desmatamento dos anos 40 até os anos 60, a cidade vive até hoje dificuldades para manter pagamentos em dia e oferecer serviços básicos para a população. O caos também se reflete na política, com disputas eleitorais acirradas e até impeachment, apesar de ter se emancipado há pouco tempo. Conheça os detalhes da história de Ponto Belo.

  • 20:31

    # São Mateus: três gerações de revoltas

    12/11/2020 às 05:20

    A história de São Mateus pode ser dividida em três grandes conflitos, em gerações diferentes. O primeiro é quando ainda era dominada pelos povos indígenas e travou uma guerra contra os portugueses, em que morreu o filho do governador-geral do Brasil, um dos homens mais importantes da colônia, naquela altura. Anos depois, foi local de uma das comunidades quilombolas mais fortes do período da escravidão. Já no século XX, o lendário prefeito Amocim Leite, uma figura ainda muito lembrada na cidade, invadiu a prefeitura com homens armados, se auto-empossando prefeito de São Mateus. Ficou curioso? Dá o play e garanto que não vai se arrepender.

  • 16:39

    # Sooretama, a maior reserva de Mata Atlântica do Brasil que quase foi extinta

    12/11/2020 às 05:11

    Sooretama é conhecida hoje por ser um dos maiores redutos preservados de Mata Atlântica no mundo. Foi da reserva, que existe desde antes do município se emancipou, que veio o nome da cidade. Contudo, o maior símbolo da região poderia não existir. A preservação da mata foi fruto de uma intensa batalha entre empresários de madeireiras, a Ditadura Militar e o ambientalista Augusto Ruschi, um dos maiores heróis da preservação do Estado. Quer saber melhor como foi essa guerra de gigantes e conhecer mais detalhes sobre a política e a economia do município? A gente te conta.

  • 12:10

    # Laranja da Terra e o tesouro jesuíta escondido nos Cinco Pontões

    12/11/2020 às 04:41

    Laranja da Terra carrega uma das lendas mais misteriosas do Espírito Santo, apesar de pouco conhecida. Neste episódio você vai conhecer a história do tesouro jesuíta escondido na pedra dos Cinco Pontões. O local foi refúgio de padres da Ordem, que tentavam escapar da Coroa Portuguesa, que já havia expulsado os jesuítas do Brasil. Como toda boa lenda, há uma mistura de evidências reais preenchidas com suposições e uma pitada de fantasia. Quer saber o que existe de real na história de Laranja da Terra? Clica no play que a gente te conta.

  • 21:12

    # Jaguaré, uma cidade que praticamente fundou um “partido” próprio

    12/11/2020 às 04:34

    Jaguaré é uma das cidades relativamente recentes do Norte do Espírito Santo. Surgiu a partir de povoados iniciados nos anos 40, no meio de uma vasta mata atlântica. Contudo, o município teve um crescimento rápido, se tornou um polo industrial e agrícola e é uma das cidades com melhor receita no Norte capixaba. Esse desenvolvimento se deve, em parte, a um grupo de moradores criado na década de 60, que durou até o início dos anos 90 e que, na prática, funcionava quase que como um partido. Ele impulsionou alguns dos principais políticos de Jaguaré. Dá o play aí que a gente te explica melhor.

  • 15:31

    # Ibiraçu: a Guerra do Paraguai, o pastel e a “guerra” no futebol

    12/11/2020 às 04:30

    A cidade conhecida pela maior estátua do Buda da América Latina e pelo famoso pastel de Ibiraçu é recheada de boas histórias. A fundação do primeiro povoado partiu de um veterano da Guerra do Paraguai, amigo do imperador, que recebeu aquelas terras para investir. A política de lá também tem curiosas histórias relacionadas ao futebol, onde cartolas dos clubes da cidade travaram disputas tanto nas urnas durante as eleições municipais, quanto nos times da cidade. Neste episódio, a gente te leva em um passeio pela história de fundação, do desenvolvimento e da política de Ibiraçu.

  • 21:20

    # Afonso Cláudio, da descoberta do ouro ao café como moeda local

    11/11/2020 às 06:14

    Afonso Cláudio foi até algumas décadas atrás um dos maiores produtores de café do Espírito Santo. O produto era tão forte por lá que substituiu até o dinheiro. No comércio da região o café era moeda de troca para comprar ferramentas e outros insumos. Na política, a cidade tem como uma das principais lideranças um prefeito que esteve presente em quase todas as eleições nos últimos 30 anos. Neste episódio, a gente te conta mais sobre a história da fundação, da economia e da política da cidade.

  • 17:44

    # Conceição do Castelo, a Game of Thrones ou a The Crown capixaba?

    11/11/2020 às 06:08

    Uma família tradicional dividida na luta pelo poder, um fórum incendiado e um ex-prefeito cassado como principal suspeito. Parece roteiro de filme, mas essa é a história recente de Conceição do Castelo. Da região do pico de Forno Grande, o povoado fundado em 1871 ganhou esse nome por conta das montanhas que parecerem a muralha de um Castelo. Quer saber mais curiosidades sobre o município? Dá o play que a gente te conta.

  • 12:32

    # Itarana e as joias da Rainha Elizabeth

    11/11/2020 às 06:03

    Uma pequena cidade com pouco mais de 10 mil habitantes, que tem importância na história diplomática do Brasil. É que Itarana foi a cidade de onde foram extraídas as pedras de águas-marinhas, usadas em uma joia entregue pelo governo brasileiro à Rainha Elizabeth, do Reino Unido, no dia da coroação. A peça pertence até hoje à rainha, que já foi fotografada em algumas cerimônias usando o adereço. Neste podcast você vai conhecer melhor como a cidade foi fundada, seu crescimento rápido e a crise que viveu na metade do século quando o café entrou em baixa.

  • 21:18

    # Marechal Floriano e Araguaia, os distritos irmãos que se uniram e viraram uma cidade

    11/11/2020 às 05:17

    Marechal Floriano e Araguaia eram dois distritos nos anos 80, que buscavam se emancipar de Domingos Martins. O processo só teve continuidade porque as duas comunidades, que já tinham tentado a emancipação individualmente, se uniram. O desenvolvimento por lá começou no auge da ferrovia Leopoldina, que ligava Cachoeiro de Itapemirim a Vitória. A vila também sofreu com um lendário grupo criminoso, chamado de "Os Cartaningas", que quis dominar a região. Tudo isso a gente conta neste episódio, que tal? 

  • 19:07

    # Venda Nova do Imigrante, o distrito que desbancou a sede

    11/11/2020 às 05:10

    Venda Nova do Imigrante era só mais um povoado de Conceição de Castelo, de terras consideradas pouco férteis, mas foi a aposta de imigrantes italianos que queriam investir em um pedaço de terra próprio. Juntos, eles mesmos abriram estradas com enxadas e deram origem a um povoado. Neste episódio, você vai conhecer um pouco mais sobre este, que é um dos principais redutos de descendentes italianos do Estado, responsável pela deliciosa e tradicional Festa da Polenta.

  • 26:46

    # Santa Leopoldina, a rica metrópole esquecida do Espírito Santo

    11/11/2020 às 05:04

    Santa Leopoldina já foi uma das cidades mais ricas e luxuosas do Espírito Santo. O Centro do município fica onde antes existia um importante porto fluvial, no último ponto navegável do rio Santa Maria da Vitória. A cidade era a principal porta de entrada da imigração europeia e principal porta de saída do café produzido no Estado. Neste podcast você vai conhecer as histórias desse período de ouro, quando a cidade virou até inspiração para um best-seller de Graça Aranha, até a decadência da economia local e o novo perfil que o município adquiriu. É só dar o play e aproveitar!

  • 24:57

    # Santa Teresa: revoltas, fascismo, comunismo e grandes lideranças políticas

    11/11/2020 às 04:55

    Racistas, comunistas, integralistas, ambientalistas e guerrilheiros. Santa Teresa é uma cidade, digamos, politizada, que independentemente da ideologia, sempre teve lideranças importantes dos principais movimentos do Brasil e do mundo. A cidade foi palco de uma revolta abolicionista pouco conhecida no Estado, em que descendentes de negros que foram escravizados incendiaram um casarão e colocaram um fazendeiro que desrespeitou o fim da escravidão no tronco. Na Ditadura Militar, dois militantes teresenses presos pelo governo desapareceram e foram dados como mortos. Isso sem contar que a cidade ainda tem a figura de Augusto Ruschi, ambientalista que enfrentou o regime e é responsável pelas maiores reservas florestais do Estado. Dá o play e vem conhecer mais sobre a rica história de Santa Teresa.

  • 17:13

    # Itaguaçu: pistoleiros e diplomata da ONU “na terra do café”

    11/11/2020 às 04:48

    Itaguaçu foi um dos primeiros povoados a surgir na região da Bacia do Guandu, no século XIX. Enquanto os novos imigrantes europeus preferiam as terras altas de Domingos Martins e Santa Teresa, um grupo de italianos desceu a serra e se estabeleceu entre as montanhas capixabas e a divisa com Minas Gerais. Com terrenos maiores e temperatura mais adequada para o plantio do café, eles prosperaram tanto que o lugar ficou conhecido como distrito de "Boa Família", já que os colonos dali tinham mais dinheiro e eram chamados de "pessoas de boa família" pelos tropeiros. Quer conhecer mais detalhes da região? É só colocar este episódio para tocar.

  • 13:26

    # Santa Maria de Jetibá: a relação entre Napoleão Bonaparte e as omeletes

    11/11/2020 às 04:35

    De núcleo colonial pobre de Santa Leopoldina e a cidade mais rica da região Serrana, com o título de maior produtora de ovos do Brasil. Santa Maria de Jetibá cresceu a partir das cooperativas agrárias, que não só fizeram o município ter destaque na economia, como também fazem parte do processo de emancipação e da formação dos grupos políticos da cidade. Neste episódio, você vai conhecer como a vila fundada pelos pomeranos, que nem sequer tinha energia elétrica até o final dos anos 70, se tornou uma potência econômica.

     

  • 19:10

    # Domingos Martins: o frio das montanhas e as conspirações

    11/11/2020 às 04:12

    Domingos Martins já fez parte de uma pesquisa secreta feita por médicos alemães a mando de Adolf Hitler, quando ele fazia planos para expandir o nazismo para além da Europa. Eles achavam que a colônia de Santa Isabel, como o município era chamado, era uma das mais "puras", por ter poucos casos de miscigenação dos imigrantes. A cidade é um dos destinos preferidos dos turistas que vêm ao Espírito Santo, já foi palco de novela e recebeu a visita de importantes lideranças políticas. Aperte o play e conheça melhor a história de um dos cartões postais do Estado.

     

  • 17:06

    # Vargem Alta e a história de Gentil-Homem, o coronel mais bravo do Espírito Santo

    11/11/2020 às 04:05

    A história de Vargem Alta se mistura com os causos de pistoleiros e anti-heróis que viveram no interior do Estado no início do século XX.  Um desses personagens é o coronel Gentil-Homem, amigo das lideranças mais poderosas do Estado que usou a força de capangas para obrigar funcionários de uma ferrovia a desviar a linha de uma estrada de ferro para satisfazê-lo. Essa estrada foi determinante para o desenvolvimento da cidade. Você vai entender tudo neste episódio, que ainda traz outras curiosidades sobre Vargem Alta.

  • 23:05

    # Alfredo Chaves, berço do cinema e do futebol no Espírito Santo

    11/11/2020 às 03:35

    Você sabia que o primeiro time de futebol do Espírito Santo é de Alfredo Chaves? Muito antes de craques capixabas como  Richarlison, Sávio ou Geovani nascerem o Alfredense, fundado em 1910, já estava em campo no Estado. O pioneirismo no esporte que se tornou paixão nacional é reflexo de como Alfredo Chaves foi uma cidade importante e moderna no início do século XX, impulsionada pela ferrovia que a ligava a Vitória e ao Rio de Janeiro. Foi lá que também nasceu o inventor de uma câmera que filmava e projetava filmes, um homem que se tornou o precursor do cinema capixaba. Neste episódio, a gente conta um pouco sobre esses e outros detalhes da história do município.

  • 14:39

    # Brejetuba: café, trabalho escravo no século XXI e violência

    11/11/2020 às 03:22

    Brejetuba é o município dos cafezais mais produtivos. Mesmo não sendo o maior produtor e nem tendo a maior área de café plantada, a cidade foi a segunda que mais lucrou com a cafeicultura no Estado em 2019. No entanto, uma marca que as fazendas da cidade ainda carregam é a das condições precárias para os trabalhadores, muitos deles trazidos de outras regiões. Neste episódio, vamos te contar um pouco desta situação, como foi que a cidade se desenvolveu e como a política se organiza por lá.

  • 12:53

    # Rio Novo do Sul, a primeira colônia privada do ES

    10/11/2020 às 12:38

    As empresas de intercâmbio que você conhece parecem ser recentes, algo bem moderno não é mesmo? Nem tanto. Rio Novo do Sul surgiu a partir da iniciativa privada justamente por meio da primeira "empresa de intercâmbio" do Estado no final do século XIX. Foi por ela que chegaram muitos imigrantes europeus no Estado. A empresa não deu muito certo e, após uma visita do imperador Dom Pedro Segundo, foi estatizada. A cidade ainda teve como primeiro prefeito foi um coronel mineiro com fama de mau e cercado de lendas. Na economia, depois da era de ouro do café a cidade encontrou nas rochas ornamentais o caminho para o desenvolvimento. Quer saber mais sobre a principal porta de entrada dos imigrantes que povoaram o Sul do Estado? É só apertar o play e viajar com a gente.

  • 23:00

    # Presidente Kennedy, da “loteria” do petróleo até as fraudes milionárias

    10/11/2020 às 12:30

    Tão rica, tão pobre. A julgar pelos noticiários, Presidente Kennedy, cidade do Sul com arrecadação turbinada pelos royalties do petróleo, costuma aparecer com certa frequência nos jornais com escândalos de corrupção, prefeitos cassados, disputas políticas acirradas e operações do Ministério Público Estadual com lideranças da cidade como alvo. Apesar de ter tantos recursos em mãos, os moradores ainda carecem de serviços básicos de Educação e Saúde. Quer entender a história do município e qual é o impacto da descoberta do petróleo por lá? Aqui neste episódio, a gente te conta tudo.

  • 13:32

    # São José do Calçado: a cidade mais intelectual do Brasil

    10/11/2020 às 12:25

    Em nenhum outro lugar do mundo você terá uma probabilidade tão alta de esbarrar com um escritor como se tem em São José do Calçado. O município se diz o lugar com maior percentual de escritores da Terra e está em busca de oficializar este recorde no Guinness Book. Ligada por ferrovias ao Rio de Janeiro, muitos filhos dos fazendeiros dos séculos XIX e XX foram estudar em faculdades cariocas e retornaram para São José, trazendo as novidades da literatura da então capital brasileira para a terra natal. Esse incentivo à leitura e à escrita ainda fez da cidade uma formadora de importantes lideranças capixabas. Quer saber mais? Neste podcast você vai descobrir como o município foi fundado e como ganhou essa fama.

  • 17:27

    # Piúma, da invasão francesa ao povoamento do Sul

    10/11/2020 às 12:06

    Você trocaria a Moqueca Capixaba pelo Escargot francês? Essa pode ser uma reflexão improvável para muitos, mas poderia não é algo muito distante para quem é de Piúma, cidade que os franceses tentaram colonizar por volta de 1530. Expulsos pelos indígenas, os franceses ainda se estabeleceram em uma ilha próxima, mas acabaram desistindo da ideia. Piúma foi uma das mais antigas vilas do Estado e é conhecida pela diversidade de conchas encontradas nas praias. Quer saber mais? Dá o play que a gente te conta.

  • 20:34

    # Muqui, a máquina do tempo capixaba

    10/11/2020 às 11:57

    Muqui é um museu ao ar livre. A cidade, que foi quase uma metrópole na época do café, é o maior sítio histórico do Espírito Santo, com 186 imóveis tombados como patrimônio histórico em uma área que equivale a 42 campos de futebol. O município é cheio de casarões da aristocracia capixaba do século XIX e também é uma referência cultural para o Sul do Estado. Entre as curiosidades que a gente conta neste episódio, está a história de um muquiense que foi o melhor amigo de um Presidente da República e, por isso, quase virou governador do Espírito Santo.

  • 22:37

    # Mimoso do Sul, uma metrópole riscada do mapa na Era Vargas

    10/11/2020 às 11:45

    São Pedro do Itabapoana, como Mimoso do Sul era chamada antigamente, era uma das mais prósperas cidades do Estado, com a terceira maior população entre os municípios capixabas. Na década de 30, ela se tornou uma cidade fantasma, uma punição de Getúlio Vargas, pelos moradores não terem apoiado a marcha da Revolução de 30, que passou pela região antes de tomar a presidência da República. Mimoso tem uma das arquiteturas mais bonitas do Sul do Estado, muito bem preservada. Ela, que já fez parte do Rio de Janeiro, tem histórias  surpreendentes. Neste episódio, a gente te conta um pouco do quão grande a cidade já foi.

  • 25:51

    # Iconha: o massacre indígena e as trágicas enchentes

    10/11/2020 às 11:37

    Você sabia que o município de Iconha já teve praia? Isso mesmo, a cidade começou como um distrito de Piúma, onde o rio Iconha deságua no mar. No entanto, distrito cresceu, se tornou a sede do município e foi a vez de Piúma se tornar distrito de Iconha. Antes habitada por uma grande aldeia indígena, remanescente da época dos jesuítas, Iconha teve esses primeiros moradores assassinados com a anuência do Estado. Quer saber mais sobre a história da cidade? Vem com a gente neste episódio.

  • 18:17

    # Castelo: descoberta de ouro, guerra com índios e fugas cinematográficas

    10/11/2020 às 11:28

    Indiana Jones que se cuide! Castelo tem a história recheada de lendas de tesouros perdidos, mistério com povoados abandonado às pressas, batalhas épicas entre indígenas e bandeirantes e fugas espetaculares. Não à toa, a cidade é precursora do cinema capixaba. Lá foram rodados, em um modelo bastante arcaico, os primeiros filmes do Espírito Santo. Amantes da sétima arte, ouçam este episódio! Tenho certeza que vocês não vão se arrepender.

  • 16:40

    # Bom Jesus do Norte, a maior confusão geográfica do Espírito Santo

    10/11/2020 às 11:19

    Uma cidade que rompe os limites de dois Estados, Bom Jesus do Norte, apesar do nome, fica no extremo Sul do Espírito Santo, na divisa com o Rio de Janeiro. Ela cresceu junto com Bom Jesus do Itabapoana, que fica do outro lado da divisa. Na prática, apesar de cada uma ter a própria gestão, a economia e a cultura entre as duas cidades é bem integrada, como se fossem uma só. Neste episódio, a gente te conta um pouco mais sobre isso. É só dar o play e aproveitar!

  • 16:48

    # Irupi: tropeiros, guerrilheiros e pistoleiros na caçula do Caparaó

    10/11/2020 às 11:11

    Você sabia que até hoje há "guerrilheiros" habitando grutas em Irupi? É que lá foi um dos cenários da Guerrilha do Caparaó, um dos primeiros conflitos armados contra a Ditadura Militar. O movimento marcou a história da cidade e foi eternizado em estátuas que habitam até hoje a região. Neste episódio você vai conhecer esse movimento e outros conflitos armados que aconteceram na cidade ao longo da história.

  • 15:23

    # Ibitirama, o berço de toda região Sul do Estado

    10/11/2020 às 11:03

    Você conhece a cidade que está no topo do Sudeste? Ibitirama tem em seu território o Pico da Bandeira, o lugar mais alto da Serra do Caparaó e 3º ponto mais alto do Brasil. Neste episódio você vai conhecer a importância do município para o Estado. É lá onde nascem os rios que moveram a economia do Espírito Santo no século XX, o Itapemirim e o Itabapoana.

  • 18:11

    # Ibatiba, a cidade dos tropeiros no Espírito Santo

    10/11/2020 às 10:57

    Último município capixaba antes da fronteira com Minas Gerais, Ibatiba tem como símbolo os tropeiros. Eles foram os responsáveis pela movimentação da economia do interior do Estado durante boa parte dos séculos XIX e XX. Neste episódio você vai conhecer mais sobre essa época e como isso foi determinante para o crescimento de Ibatiba. É dar o play e aproveitar!

  • 22:34

    # Guaçuí, do extermínio indígena até a metrópole do Caparaó

    10/11/2020 às 10:51

    A arquitetura do Centro de Guaçuí ainda impressiona os visitantes com as históricas construções e as ruas da cidade que parecem cenário de novelas de época. Um dos maiores e mais antigos municípios do Sul do Estado no início do século XX, Guaçuí é lugar onde nasceram personagens importantes para a história política capixaba. Quer saber quem são eles? Então aperta o play que a gente conta tudo neste episódio.

  • 13:50

    # Dores do Rio Preto, uma guerrilha surge no Caparaó

    10/11/2020 às 10:47

    Dores do Rio Preto, na Serra do Caparaó, é uma cidade do interior que teve a paz interrompida durante os anos 60, quando guerrilheiros treinados em Cuba começaram a planejar ataques ao governo militar, durante a Ditadura. Quer conhecer mais sobre a cidade e este conflito histórico? É só dar o play neste episódio.

  • 14:49

    # Divino de São Lourenço: da guerrilha até a chegada da comunidade hippie

    10/11/2020 às 10:43

    Paraíso hippie na Serra do Caparaó, Divino de São Lourenço também faz parte da história da primeira guerrilha armada que pretendia enfrentar a Ditadura Militar, nos anos 60. Nos anos de 1990, se tornou uma comunidade alternativa, refúgio de artistas e até de estrangeiros que procuravam uma vida com mais contato com a natureza. Quer conhecer mais sobre a cidade? Prepara o fone, dá o play e viaje com a gente.

  • 17:41

    # Alegre, de cidade mais populosa do ES ao desenvolvimento pela universidade

    10/11/2020 às 10:39

    Você conhece a trágica história da cachorrinha Alegre, que dá nome ao município? Sabia que Alegre foi a cidade mais populosa do Espírito Santo? Já sabe a história por trás do famoso Festival de Alegre? Se você respondeu não para alguma dessas questões, mas se interessou em conhecer melhor a história e a política da cidade precisa ouvir este episódio. Dê o play e aproveite!

  • 26:14

    # Muniz Freire, as revoluções do Brasil passaram por aqui

    10/11/2020 às 10:04

    Muniz Freire fez parte das grandes transformações politicas do Brasil e sentiu na pele as mudanças de regime. A Revolução de 30, que acabou com a oligarquia do café com leite, marchou pelas ruas da cidade. O Golpe de 64, cassou o mandato do prefeito da época e prendeu 11 políticos da cidade. Quer conhecer mais sobre o município? É só clicar no play e ouvir este episódio.

  • 13:47

    # Atílio Vivácqua, da busca pelo ouro à montanha assombrada

    10/11/2020 às 09:55

    A história de Atílio Vivácqua traz um mistério que até hoje assombra quem vive por lá. Nos anos 30 foram encontrados sete esqueletos humanos em uma caverna da região. O local passou a se chamar Pedra das Caveiras. O motivo da morte dessas pessoas e como elas foram parar lá rendeu diversas lendas, que misturam superstições com a história do município. Ficou curioso? Dá o play que a gente te conta!

  • 10:07

    # Apiacá, uma típica cidade da era do café

    10/11/2020 às 09:50

    Na divisa com o Rio de Janeiro, Apiacá é ainda hoje uma cidade bucólica que carrega as marcas do período do auge do café no Espírito Santo. A política da cidade é marcada por uma longa era de prefeitos ligados a uma mesma família e pelos escândalos dos últimos anos. Neste episódio, vamos contar os detalhes da fundação, desenvolvimento e curiosidades da cidade.

  • 25:02

    #Anchieta: da cidade modelo dos jesuítas até a disputa política entre duas famílias

    10/11/2020 às 09:46

    Anchieta carrega o nome de uma das figuras religiosas mais importantes do Brasil. Descrito por alguns pesquisadores como um revolucionário na catequização e adorado pelos indígenas. Outros colocam o padre José de Anchieta como alguém tão cruel quanto os outros colonizadores, que aprovava a "guerra justa" contra aqueles que não aceitassem a religião. O fato é que ele foi uma das figuras mais importantes de Benevente, como a cidade era chamada até 1921, uma das vilas mais antigas do Estado e que você pode conhecer melhor neste episódio.

  • 27:15

    # Iúna: a cidade cercada de história de guerra, guerrilha e pistolagem

    10/11/2020 às 09:22

    Durante alguns anos, Iúna carregou o incômodo apelido de "Terra de Pistoleiros". Desde o início do século XX, a cidade foi um verdadeiro "faroeste caboclo", com direito a rixas entre famílias rivais, militares valentes e casos de grande repercussão, como assassinato de um prefeito em pleno exercício da função. Neste episódio, a gente te conta os detalhes desses crimes e de como a cidade conseguiu se desenvolver apesar da violência.

  • 21:38

    # Jerônimo Monteiro, o movimento campesino que irritou a Ditadura Militar

    10/11/2020 às 09:14

    Jerônimo Monteiro tinha pouco mais de um ano de emancipação quando aconteceu o Golpe Militar de 1964. Mas, era considerada uma cidade "comunista" por ter prefeito e vereadores que defendiam a reforma agrária, que apoiavam o presidente João Goulart e não reconheciam o governo militar. O município do Sul do Estado foi um dos primeiros lugares onde o regime agiu com mais vigor, cassando mandatos e prendendo as principais lideranças da cidade. A gente te conta detalhes sobre tudo isso neste episódio. É só dar o play!

  • 23:16

    # Marataízes, terra dos abacaxis e das praias “cachoeirenses”

    10/11/2020 às 02:23

    Marataízes está para o Sul do Estado assim como Guarapari está para a Grande Vitória e para os mineiros, é claro. O município tem as praias mais frequentadas da região e cresceu por conta do movimento de veraneio dos cachoeirenses, afinal, é a praia mais próxima de Cachoeiro de Itapemirim. A terra do abacaxi doce, doce, doce que parece que tem mel já teve um importante porto de onde era escoada a produção de café e cana de-de-açúcar do Estado para o restante do Brasil e do mundo. Também foi pelo porto da Barra do Itapemirim, como era chamado, que chegaram muitos imigrantes em busca de vida nova em terras capixabas.

  • 27:00

    # Itapemirim: a metrópole do Sul e a tumultuada política da era dos royalties

    10/11/2020 às 01:57

    Itapemirim é uma das vilas mais antigas do Estado. Já foi uma metrópole centralizando o poder político e econômico do Sul capixaba. Neste episódio de "Da Vila ao Espírito Santo" você vai descobrir que os índios que viveram por lá foram resistentes na defesa do território e conseguiram expulsar os colonos europeus por três vezes. Além disso, vai saber da rixa entre duas ricas famílias que afetou até mesmo o imperador Dom Pedro II e os reflexos da descoberta do petróleo a 76 km da costa da cidade. É só apertar o play e viajar com a gente!

  • 19:35

    # Cachoeiro de Itapemirim, da comunidade de extrema direita até a máquina de chuva

    10/11/2020 às 12:22

    Quais os segredos da "Capital Secreta do Mundo", como o escritor Rubem Braga chamava Cachoeiro de Itapemirim? Se eram segredos, não sabemos, mas neste episódio sobre o município vamos contar como ele se tornou a cidade mais rica do início do século XX, como foi o surgimento de uma comunidade de extrema-direita em Burarama, o conflito armado entre comunistas e integralistas e até a inusitada máquina de chuva construída na cidade. É só apertar o play e aproveitar.

  • 22:22

    # Fundão e o índio diplomata que mobilizou jesuítas e governadores

    08/11/2020 às 02:05

    Fundão surgiu de uma vila criada por jesuítas e por dois dos indígenas mais famosos da história capixaba: Maracajaguaçu e o filho dele, Araribóia. Nascidos no Rio de Janeiro, eles se articularam com franceses, portugueses, além de, é claro, outros indígenas e vieram para o Espírito Santo, onde garantiram a sobrevivência da tribo na região que inicialmente ganhou o nome de Aldeia de Reis Magos. Só muitos anos depois a terra deles se tornou uma cidade, que cresceu a partir de uma estrada de ferro construída por ali. Neste episódio de "Da Vila ao Espírito Santo - a história dos 78 municípios capixabas", você ainda vai conhecer a turbulenta política do município de Fundão, o último a integrar a região Metropolitana da Grande Vitória.

  • 23:46

    # Guarapari, de inspiração para o Bem Amado a fabricação de bomba nuclear

    08/11/2020 às 01:49

    Inspiração de Dias Gomes para a criação de Odorico Paraguaçu, personagem principal de O Bem Amado, que fez sucesso na TV Globo, Guarapari se tornou um dos lugares preferidos dos turistas que visitam o Espírito Santo. A cidade tem forte cultura quilombola e teve papel importante na Segunda Guerra Mundial. É isso mesmo! Pouca gente sabe, mas a famosa areia monazítica da Praia da Areia Preta, que tem benefícios terapêuticos comprovados, foi usada pelos norte-americanos como matéria-prima para a bomba atômica. Então pega o seu fone de ouvido, ajuste o volume e vem conhecer a história da "Cidade Saúde".

  • 23:22

    # Viana, das matriarcas do engenho ao faroeste político

    08/11/2020 às 01:29

    No final dos anos 90 e início dos anos 2000, Viana chocou o Estado com assassinatos de vereadores. Em um dos crimes o suspeito de ter encomendado a morte era o então prefeito da cidade. Já no outro, um vereador confessou que mandou matar o colega. Por algum tempo, o município ficou conhecido como terra de pistoleiros e as eleições eram marcadas pela violência. Mas os moradores de Viana também têm do que se orgulhar. O município tem a herança africana do poder pelo matriarcado, em que a mulher é quem chefia a família. Não por acaso, foi a primeira cidade da Grande Vitória a eleger uma mulher como prefeita e tem outras duas prefeitas na história, totalizando 3 gestões femininas. Além disso, Viana, que já teve até praia, foi território de uma das maiores fazendas que o Estado já teve e quela chegou a ser comandada por negros em pleno período da escravidão. A cidade também teve a primeira colônia europeia do Espírito Santo. Tudo isso, você vai descobrir neste episódio, então aperta o play e vem viajar pela história do município.

  • 23:43

    # Cariacica, a cidade de políticos assassinados

    08/11/2020 às 12:58

    Marcada por duas décadas em que prefeitos e lideranças políticas foram assassinados, cassados ou sofreram atentados, Cariacica viveu anos de turbulência que causaram o atraso no desenvolvimento do município. Neste episódio você vai acompanhar a série de crimes que fez a cidade ficar conhecida pela violência na política. Aqui também vamos contar como foi a fundação de Cariacica desde a época dos jesuítas, passando pelo período dos tropeiros até chegar na erradicação dos cafezais no interior, que levou milhares de camponeses para a cidade que buscavam na Grande Vitória um lugar para recomeçar.

  • 24:40

    # Serra, da violência na política ao crescimento econômico

    08/11/2020 às 12:44

    Local onde aconteceu uma das revoltas quilombolas mais famosas da história capixaba, a Serra começou a se formar a partir de Nova Almeida, uma vila fundada por jesuítas e indígenas. No início do século XX ainda era uma cidade agrária. O desenvolvimento veio a partir da construção da Siderúrgica de Tubarão, nos anos 60. Nos últimos 40 anos o município foi governado por apenas quatro prefeitos, sendo que um deles foi assassinado em um crime até hoje cheio de pontas soltas. Aperte o play e saiba como a Serra se tornou a cidade mais populosa do Estado neste episódio de "Da Vila ao Espírito Santo - a história dos 78 municípios capixabas".

  • 20:38

    # Vitória, a segunda capital mais antiga do Brasil

    08/11/2020 às 12:27

    Desde a época de Vasco Fernandes Coutinho, antes mesmo de ser Capital do Estado, Vitória já era alvo de disputa de poder das principais lideranças estaduais. A cidade que hoje é frequentemente citada nos rankings dos melhores lugares para se viver foi fruto dos erros e acertos de diversas gestões, de direita e de esquerda, eleitas democraticamente ou não. Prioridade nos planos dos principais partidos, quem vence eleições na Capital logo se torna uma opção para assumir o governo do Estado. Nesse episódio de "Da Vila ao Espírito Santo", você vai conhecer a história de Vitória desde a fundação, passando pela transformação da provinciana sede do poder, ainda dependente do Sul do Estado, até se tornar o centro da economia capixaba.

  • 20:33

    # Vila Velha, a quase capital do Espírito Santo

    08/11/2020 às 12:00

    Berço da colonização do Espírito Santo, Vila Velha passou 300 anos como uma pequena colônia de pescadores, depois que a Capital foi transferida para Vitória. Ponto de veraneio no início do século XX, a cidade se desenvolveu, se industrializou e diante do sufocamento imobiliário da ilha de Vitória, atraiu investimentos e se tornou uma das cidades mais populosas do Estado. Nesse episódio você vai descobrir como foi a ocupação de Vila Velha, conhecer as famílias que dominaram a política da cidade e como ela se tornou um capítulo triste da Ditadura Militar, quando o 38° Batalhão de Infantaria, na Prainha, se tornou a sede da repressão em solo capixaba. Aperte o play e viaje com a gente pela história canela verde!

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.