> >
Facebook usa Instagram para 'treinar' algoritmo

Facebook usa Instagram para "treinar" algoritmo

Segundo o Facebook, algoritmos analisam fotos compartilhadas publicamente e que possuem hashtags em suas legendas

Publicado em 3 de maio de 2018 às 12:49

Ícone - Tempo de Leitura 0min de leitura

O Facebook decidiu usar bilhões de fotos postadas publicamente no aplicativo de compartilhamento de fotos Instagram para treinar seus algoritmos de inteligência artificial. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (02) no segundo dia da F8, conferência para desenvolvedores do Facebook.

Aplicativo do Instagram. (Pixabay/Reprodução)

A medida faz parte de uma estratégia da companhia de construir sistemas de inteligência artificial para retirar conteúdo inapropriado de acordo com a política da rede social, como nudez, imagens de violência, discurso de ódio e terrorismo.

Segundo o Facebook, os algoritmos analisam apenas fotos compartilhadas publicamente e que possuem hashtags em suas legendas.

A empresa passou a investir em automação das análises de postagens principalmente depois que foi acusada de permitir que a plataforma seja usada por pessoas mal intencionadas em todo o mundo. Entre os casos mais conhecidos está o do o uso do Facebook por russos em campanhas baseadas em notícias falsas durante as eleições presidenciais nos Estados Unidos, em 2016.

“Até muito recentemente, precisávamos confiar em relatórios reativos. Tivemos de esperar que algo ruim fosse descoberto por alguém para fazer algo a respeito”, disse Mike Schroepfer, diretor de tecnologia do Facebook, ao completar que a empresa terá uma equipe de 20 mil moderadores.

Este vídeo pode te interessar

O anúncio reacende a preocupação de uso de dados dos usuários das redes sociais e também sobre a forma como o Facebook utiliza aplicativos como o Instagram e o WhatsApp. Na terça-feira (1º), o cofundador e presidente do WhatsApp anunciou que deixaria a empresa, em meio ao escândalo do Facebook sobre o uso ilícito de dados de 87 milhões de usuários pela consultoria britânica Cambridge Analytica.

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

A Gazeta integra o

The Trust Project
Saiba mais