ASSINE

Medina garante o tricampeonato mundial e Tati luta por taça inédita

Brasileiro venceu Filipe Toledo na decisão em Trestles...

Publicado em 14/09/2021 às 15h58
Atualizado em 14/09/2021 às 19h01
 Crédito: Reprodução/Redes sociais
Crédito: Reprodução/Redes sociais

O rótulo de país do surfe é mais do que nunca do Brasil. Gabriel Medina bateu Filipe Toledo na decisão do WSL Finals, em Trestles, na Califórnia (EUA), nesta terça-feira, e conquistou o tricampeonato. Também foi a quinta conquista do país na competição. Tatiana Weston-Webb ainda luta pela taça contra a havaiana Carissa Moore.Vencedor em 2014 e 2018, Gabriel entrou em um grupo seleto que já contava com o tricampeões Tom Curren (EUA), Andy Irons (HAV) e Mick Fanning (AUS).

- Conquistei o meu maior objetivo no surfe. Estou chorando porque é um mix de emoções. Estou feliz, emocionado. Sou feliz de fazer parte deste time (brasileiro). Eles me puxam e eu puxo o nível deles - disse Medina.

A decisão dos títulos mundiais teve um formato inédito este ano, com o top 5 de do ranking da WSL em cada naipe se enfrentando em um sistema de baterias mata-mata. Em 45 anos de história, foi a primeira vez que os campeões foram determinados neste formato.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.