ASSINE

Com líder do ranking mundial, Brasil estreia no Mundial de Fórmula Kite

Equipe brasileira de vela em Torre Grande, na Itália, é liderada por Bruno Lobo
...

Publicado em 12/10/2021 às 10h36
Atualizado em 12/10/2021 às 14h01
 Crédito: @onboardsports
Crédito: @onboardsports

As regatas oficiais do Mundial de Fórmula Kite começam nesta quarta-feira, em Torre Grande (Oristano), na Itália, com a participação de três atletas da Seleção Brasileira de vela. Os maranhenses Bruno Lobo e Socorro Reis, além do fluminense Cláudio Cruz, estão inscritos no principal campeonato da classe, uma das mais novas no calendário olímpico para Paris-2024.Os velejadores aproveitaram os últimos dois dias para fazer as inscrições, testar os materiais e reconhecer a raia das regatas no Mar Mediterrâneo. Mais de 150 atletas estão confirmados na competição mundial na Sardenha, que vai até 17 de outubro.

Líder do ranking mundial, Bruno Lobo chegou à ilha do sul da Itália na noite deste domingo (10). Já Socorro Reis e Cláudio Cruz estiveram em um evento realizado em Cagliari no fim se semana.

- É uma raia bem técnica, com muita mudanças de vento e de direção. Deu para fazer umas regatinhas treinando. Estou me sentindo bem. Na terça vamos fazer os últimos ajustes para começar pra valer o Mundial - disse Bruno, campeão pan-americano em Lima-2019 e líder do ranking mundial.- Cada lugar tem sua particularidade. Precisamos desse reconhecimento para na hora das regatas tomar as melhores decisões.

Em agosto deste ano, Bruno conquistou Pan-Americano da categoria em Cabaret, na República Dominicana. Já Socorro Reis ficou com a prata. Promotor de eventos e um dos responsáveis pelo fomento do kitesurfe no sul do País, Cláudio Cruz competirá na categorias dos masters. O atleta veterano realiza competições nacionais e internacionais em Itajaí (SC) e está animado com a oportunidade de correr com velejadores do mundo todo.

- São atletas com um nível técnico forte. O vento começou a entrar, um pouco rondado, mas Mundial é assim, não tem como escolher. O que vier vamos para dentro. Estamos treinando juntos com os brasileiros e os demais países em Torre Grande - explicou Cláudio Cruz.

As regatas são as primeiras válidas como Campeonato Mundial da IKA - Associação Internacional de Kiteboarding realizadas nos mesmos formatos das regatas olímpicas. O evento da edição de 2019, que foi continental, atraiu quase 100 atletas na Sardenha.

O campeão europeu Axel Mazella (França) está escalado para as regatas ao lado de outros grandes nomes da modalidade, atletas do nível dos brasileiros.

- O evento ganhou cada vez mais participantes e importância, principalmente após a confirmação da entrada nos Jogos Olímpicos. Os atletas brasileiros estão bem confiantes para as regatas aqui na Itália. O profissionalismo das equipes europeias deve ser destacado também - disse Flávio Perez, team leader da Equipe Brasileira de Vela em Torre Grande.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.