ASSINE

Vasco perde para o Corinthians e pode terminar rodada no Z-4 do Brasileirão

Cruz-maltino teve posse de bola, mas não conseguiu traduzir isso em gol. E ainda viu Corinthians ser mortal para definir o jogo

Publicado em 21/10/2020 às 23h51
Vasco perdeu para o Corinthians e se complicou ainda mais na competição
Vasco perdeu para o Corinthians e se complicou ainda mais na competição. Crédito: Rafael Ribeiro/Vasco

A má fase dos dois times gerava pouca expectativa sobre o Vasco e Corinthians desta quarta-feira (31), mas o jogo foi movimentado. Em São Januário teve chances para os dois times, gol de letra e gol no fim. Mas pior para o Vasco. Com a vitória por 2 a 1, o Corinthians subiu para a décima posição. Está com 21 pontos. Com 18, o Cruz-Maltino pode entrar na zona de rebaixamento no fim de semana. 

O dono da casa começou melhor. Aos 16 minutos, em jogada pela direita, Vinícius recuou para Carlinhos, que cruzou de primeira para Talles. Cássio defendeu o cabeceio. Com 21 no relógio, Carlinhos chutou fraco, Cássio se complicou e deu rebote. Ribamar tentou no rebote e, na sequência, Vinícius chuta e o próprio goleiro corintiano mandou para fora. 

Mas na jogada seguinte, o Corinthians foi veloz e envolvente no contra-ataque. E coube a Cazares acionar Mantuan, que, de primeira, deslocou Fernando Miguel com um chute indefensável. Aos 22 minutos, 1 a 0 para o time visitante. E o Timão seguiu no campo de ataque nos minutos seguintes. Aos 28, Marllon chutou em cima de Miranda e a bola ainda foi na trave antes de sair. Com 33 minutos, Cazares chutou, mas Fernando Miguel defendeu com tranquilidade.

O Cruz-Maltino voltou melhor para o segundo tempo. Após linha de passe, Carlinhos dividiu com Cássio, mas marcou falta no goleiro, aos seis minutos. No minuto seguinte, o mesmo Carlinhos cruzou da direita e Ribamar se esticou todo para chutar de esquerda. O travessão foi beijado pela bola. E ainda teve, quatro minutos depois, o chute rasante de Vinícius sobre a baliza do visitante. Domínio mandante.

O desafogo do Corinthians foi aos 13 minutos. Grande reclamação de um pênalti de Miranda em Mantuan. Na jogada seguinte, Xavier fez gol após bate-rebate, mas a bola havia batido no braço direito de Gil. Jogada anulada, assim como quando Ramiro mandou para a rede, aos 16. Mantuan estava impedido, antes de dar a assistência. E ainda teve o cabeceio de Éderson para fora, após cruzamento da direita aos 24 minutos. Um pecado.

Pressionados pela má fase, os dois times começaram a se expor mais. O Vasco alugou o campo de defesa corintiano durante alguns minutos e, aos 26 minutos, Carlinhos cruzou da direita, Talles fez boa jogada e cruzou para a área. Ribamar, que no primeiro furou numa tentativa de bicicleta, acertou uma finalização de letra. Um golaço na Colina. Mas com chances de um lado e de outro, Everaldo cruzou despretensiosamente, aos 48. Mas contou com o desvio na marcação para a bola encobrir Fernando Miguel e aliviar a torcida do Timão. No Cruz-Maltino, o sofrimento se mantém.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Futebol Brasileirão Clube vasco da gama

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.