ASSINE

Na Arena Castelão, Fortaleza goleia e elimina o Ceará da Copa do Brasil

Em noite inspirada de David, autor de dois gols, Leão vence de forma tranquila o Clássico-Rei e segue sonhando com o título da competição nacional...

Publicado em 10/06/2021 às 20h26
Atualizado em 10/06/2021 às 23h31
 Crédito: Leonardo Moreira/ FEC
Crédito: Leonardo Moreira/ FEC

Após o 1 a 1 no jogo de ida, o Fortaleza não deu chances e atropelou o rival Ceará no Clássico-Rei, válido pelo confronto de volta da terceira fase da Copa do Brasil, nesta quinta-feira, na Arena Castelão. Abrindo vantagem de 2 a 0 na etapa inicial com Felipe e David, Tricolor encontrou mais um tento na etapa final outra vez com o camisa 17, fechando o placar em 3 a 0 e carimbando sua vaga para a próxima fase.

Entretanto, o Leão agora terá que aguardar um sorteio para saber quem será seu próximo desafiante na competição nacional.JOGO ESTUDADO E EQUILIBRADO NOS PRIMEIROS MOVIMENTOS

Com o placar totalmente aberto, já que ambos os times ficaram no empate na ida, tanto o Fortaleza quanto o Ceará, sabiam que qualquer erro em campo poderia ajudar o adversário. No entanto, foi o Leão quem começou melhor o duelo na Arena Castelão mantendo a posse de bola, além de oferecer perigo ao goleiro Richard na finalização de Matheus Vargas.

O Ceará, aos poucos, foi ganhando terreno e em sua primeira finalização, Klaus acabou acertando a trave de Felipe Alves após passe de cabeça de Jordan.

TRICOLOR ABRE O PLACAR

Com a partida mantendo o mesmo panorama no decorrer do tempo, a equipe do Fortaleza seguia mais em seu campo de ataque, além de ter mais posse de bola. Até que aos 21 minutos, após cobrança de falta pelo lado direito, a bola acabou sobrando dentro da área para Felipe, que só teve o trabalho de dominar e bater cruzado sem chances para o camisa 91 do Ceará. Leão 1 a 0.

LEÃO AMPLIA NO FINAL DA PRIMEIRA ETAPA

Com o Vozão não conseguindo assustar o goleiro Felipe Alves, a equipe comandada por Vojvoda aproveitou-se da fragilidade do rival e partiu pra cima. E aos 44 minutos, depois de um passe de Charles, a bola acabou sobrando para David, que sozinho mandou a bola pro fundo das redes. Fortaleza 2 a 0.

CEARÁ MUDA A POSTURA NO INÍCIO DA SEGUNDA ETAPA

Com duas mudanças promovidas pelo técnico Guto Ferreira, colocando Lima e Geovane em campo, o Vozão partiu pra cima desde os primeiros movimentos. Entretanto, mesmo com ânimo e rostos diferentes em campo, o Tricolor tentava não dar espaços para a investida dos atacantes adversários, mantendo o placar sem alterações até meados dos 15 minutos.

MANDANTES INSISTIAM, MAS LEÃO É QUEM MARCA

Ainda em seu campo de ataque, o Ceará tentava de todas as formas encontrar, ao menos, um gol para colocar fogo na partida. Porém, não contavam que aos 21 minutos, David iria marcar mais uma vez, mandando um forte chute sem chances para o goleiro Richard após passe de Pikachu. Fortaleza 3 a 0.

LEÃO SEGURA O RESULTADO ATÉ O APITO FINAL

Praticamente com o placar definido, o Fortaleza praticamente administrou o resultado construído apenas se segurando em seu campo de defesa. Mesmo com Guto apostando suas últimas fichas tentando uma reação histórica, seus atletas em campo pareciam não ter forças o suficiente para descontar no marcador, dando a deixa para o árbitro Bruno Arleu de Araujo decretar o fim de jogo na Arena Castelão com direito a comemoração dos comandados de Vojvoda.

FICHA TÉCNICA​CEARÁ x FORTALEZA - TERCEIRA FASE DA COPA DO BRASILEstádio: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)Data: 10 de junho de 2021, às 21h30 (de Brasília)Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (FIFA-RJ)Assistentes: Michael Correia (CBF-RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (CBF-RJ)Cartões amarelos: David, Bruno Melo, Yago Pikachu, Robson, Felipe e Ronald (FOR) / Rick, Fernando Sobral, Richard, Jorginho e Geovane (CEA)Cartões vermelhos: -

GOL: Felipe, 21'/1ºT, David, 44'/1ºT, David, 21'/2ºT

CEARÁ (Técnico: Guto Ferreira)Richard; Buiú, Jordan, Klaus e Bruno Pacheco; Charles (Geovane, no intervalo), Fernando Sobral e Vina (Jorginho, aos 13'/2ºT); Rick (Yony González, aos 32'/2ºT), Saulo (Lima, no intervalo) e Cléber (Felipe Vizeu, aos 32'/2ºT).

FORTALEZA (Técnico: Pablo Vojvoda)Felipe Alves; Tinga, Titi, Jussa (Bruno Melo, aos 35'/1ºT) e Éderson; Felipe, Lucas Crispim (Luiz Henrique, no intervalo) e Matheus Vargas (Ronald, aos 10'/2ºT); Yago Pikachi, Wellington Paulista (Robson, aos 23'/2ºT) e David (Romarinho, aos 23'/2ºT).

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.