ASSINE

Economizar valeu a pena: capixabas se preparam para a Copa da Rússia

Grupo de 18 amigos capixabas vão assistir a Seleção Brasileira de perto durante a Copa do Mundo deste ano

Publicado em 03/01/2018 às 17h52

O clima de Copa do Mundo promete mais uma vez tomar conta do país, como acontece a cada edição da maior competição do futebol mundial. É entrarmos no ano da Copa e já encontrar torcedores mais empolgados que irão acompanhar o torneio de perto, desta vez na Rússia. E já imaginar que a partir de 14 de junho, as cores verde e amarelo vão começar a ganhar as cidades brasileiras. Pelos bairros, será possível encontrar ruas inteiras decoradas com bandeiras, fitas e os mais diversos adereços. Perucas, máscaras e cornetas - para fazer muito barulho na hora do gol - também serão sempre bem-vindas.

Capixabas vão viajar para a Rússia durante a Copa do Mundo. Crédito: Acervo Pessoal
Capixabas vão viajar para a Rússia durante a Copa do Mundo. Crédito: Acervo Pessoal

No entanto, um grupo de 18 amigos capixabas não vai sentir de perto o cenário que tomará conta do Brasil durante os jogos da Seleção porque estará do outro lado do mundo, na Rússia, acompanhando os jogos diretamente dos estádios. Em 2014, quando o Brasil sediou a Copa, os amigos fizeram a promessa de irem ao Mundial da Rússia, E, após economizarem por longos meses, veio o resultado: a ida está garantida.

O bancário Fabrício Silva que, assim como seus amigos, é natural de Santa Maria de Jetibá, ajudou a realizar o sonho dos colegas. Foi dele o plano de usar o título de capitalização de um banco privado como instrumento de disciplina financeira, guardando R$ 288 mil, somados os R$ 16 mil economizados de cada um.

Torcedores da Seleção Brasileira vão acompanhar mais uma Copa do Mundo. Crédito: Acervo Pessoal
Torcedores da Seleção Brasileira vão acompanhar mais uma Copa do Mundo. Crédito: Acervo Pessoal

“Gostamos demais de futebol e é algo que está em nosso dia a dia. Foi quando combinamos ainda em 2014 que voltaríamos a assistir uma Copa de perto. Queríamos uma forma de economizar em que cada um tivesse sua autonomia. O título foi a melhor opção. Agora vamos resgatar no mês que vem para usar os recursos na Copa, que acontece em junho”, conta Fabrício, que já tem planos de se organizar para viajar para a Copa de 2022, no Qatar.

O grupo de amigos que Fabrício Silva, de 38 anos, faz parte chama-se “Fogo Eterno”, criado há 20 anos. E eles têm muitas histórias na bagagem em viagens pelo território nacional. Contudo, dessa vez a expectativa é ainda maior, porque a Copa da Rússia será a primeira viagem internacional do “time”.

“Já montamos um roteiro para mapear os lugares que iremos passar e as cidades e estádios que iremos conhecer. Preparamos tudo para ficarmos hospedados em Moscou, capital da Rússia, mas também vamos para Rostov do Don, São Petersburgo e Sóchi. Vamos ao jogos do Brasil e, além disso, também assistiremos partidas de Argentina, França e Senegal. Será bem divertido só por conta do clima que é criado em torno do evento”, concluiu Fabrício.

Programe-se e viaje

Domingo, 17 de junho, quando o Brasil entrar em campo para jogar contra a Suíça, em Rostov, a Seleção estará realizando o seu jogo de número 105 na história das Copas do Mundo. Para ver a história do futebol sendo escrita diretamente da Rússia, o torcedor vai precisar economizar e correr contra o relógio. Alguns capixabas economizaram com antecedência, mas, e para quem quer começar a juntar, será que dá tempo?

Estádio em Rostov receberá o jogo de estreia do Brasil na Copa do Mundo. Crédito: Reprodução
Estádio em Rostov receberá o jogo de estreia do Brasil na Copa do Mundo. Crédito: Reprodução

Segundo Edson Rui, diretor comercial da Intercontinental Turismo, os mais atrasados precisam poupar pelo menos R$ 2.300 por mês. Vale lembrar que a conta não inclui gastos relacionados a ingressos para as partidas do Brasil, alimentação e transporte entre as cidades. Pesquisar opções mais baratas de passagem aérea e hospedagem é fundamental.

“Não tem muito o que fazer a não ser juntar dinheiro levando em consideração o roteiro que a pessoa quer fazer na Rússia. Infelizmente a maioria dos brasileiros deixa tudo para cima da hora (risos). Mas se a escolha for acompanhar a primeira fase da Copa do Mundo, serão 12 noites entre Moscou e São Petersburgo. Se considerarmos hotel, que ficam mais caros por conta da aproximação do evento, fica em torno de R$ 35 mil por pessoa”.

Na Rússia, o ingresso mais barato custará US$ 105 (cerca de R$ 345). Passagens aéreas não saem por menos de R$ 4 mil - vale a pena ficar de olho em promoções para não pagar muito caro. Além de hotéis, o turista pode tentar vaga em ‘airbnbs hostels’.

Na Intercontinental Turismo, por exemplo, com a aproximação da Copa, a demanda tem aumentado de maneira considerável. A empresa registou aumento de cerca de 15% nas últimas semanas em pessoas procurando pacotes para a Rússia. “A procura cresceu até aqui e a expectativa é que cresça ainda mais depois do Carnaval. Os clientes têm perguntado muito sobre pacotes de viagem em grupo. É que muitas pessoas não gostam de viajar sozinhas, ainda mais para um país que tem uma cultura tão diferente do Brasil. Pode ser uma boa saída para alguns que estão querendo ir”.

Segundo Edson Rui, para o torcedor que se organizou e já conseguiu juntar o dinheiro, o ideal é pagar o máximo de despesas à vista para evitar deixar dívidas para depois. Por outro lado, para os mais atrasados, a maioria das agências dividem o valor.

Dicas

- Não é preciso visto para viajar para a Rússia

- É necessários estar vacinado contra a febre amarela

- O passaporte precisa ter validade mínima de seis meses

- Devido à sua grande extensão, a Rússia tem variações de clima. Mas durante a Copa (junho e julho) as temperaturas ficam amenas, média de 17°C

- O período da Copa do Mundo coincide com "as noites brancas de São Petersburgo", quando o dia encontra com a noite e quase não escurece

- A maior parte dos locais aceita pagamento em euro ou dólar, mas você pode fazer a conversão para rublo (moeda local) nas cidades russas

- É possível ir de trem de Moscou para São Petersburgo, as duas principais cidade russas

- A Copa será disputada em 12 estádios, sendo dois em Moscou

Principais pontos turísticos

Em Moscou: Praça Vermelha, Catedral de São Basílio, Kremlin, Museu de Armas, Teatro Bolshoi e metrô com estações que parecem galerias de artes.

Em São Petersburgo: Fortaleza de Pedro e Paulo, Catedral de Santo Isaac, Museu de Dostoyeviski e Museu Hermitage.

Anote aí na agenda

O Brasil estreia na Copa do Mundo no dia 17 de junho em Rostov do Don, contra a Suíça, encara a Costa Risca no dia 22 em São Petersburgo e termina sua participação na fase grupos contra a Sérvia, no dia 27, em Moscou.

A Gazeta integra o

Saiba mais
futebol

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.