ASSINE

Igreja Cristã Maranata celebra 52 anos no Ministério da Fé

O objetivo da igreja é divulgar a Obra que o Espírito Santo está encarregado de realizar na hora do arrebatamento

Publicado em 16/10/2020 às 16h10
Atualizado em 16/10/2020 às 17h58
A Igreja Cristã Maranata (ICM) celebra 52 anos de fundação neste mês de outubro. Crédito: Divulgação/Maranata

Prestes a completar 52 anos de fundação neste mês de outubro, a Igreja Cristã Maranata (ICM) convida toda a sociedade a uma reflexão: “Não nos rebelamos contra a tradição, mas entendemos que devíamos nos aprofundar mais na nossa relação com Deus.”

A afirmação do pastor e presidente da Igreja Cristã Maranata, Gedelti Gueiros, é um chamado para que as pessoas se voltem para a comunhão, colocando em prática a palavra de Deus em ações que nos aproximem da obra do criador.

Para exemplificar, o presidente da ICM, Gedelti Gueiros, cita o livro do profeta Joel 2:28, que diz:

“E há de ser que nos últimos dias derramarei o meu Espírito sobre toda a carne. E vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos mancebos terão visões.”

Ainda de acordo com o entendimento da ICM, o objetivo da igreja é divulgar a Obra que o Espírito Santo está encarregado de realizar nesta última hora profética, em que o arrebatamento da igreja se faz iminente.

Dessa forma, a igreja parte do princípio de que é vivido um momento profético que precede a volta do Senhor Jesus em glória para arrebatar sua igreja que, neste momento profético, deve estar pregando o Evangelho de Jesus Cristo com poder e resignação.

“Palavra deve ser acompanhada de sinais que a confirmem. Além de proclamar que o Senhor Jesus está vivo, a igreja tem a grande responsabilidade de anunciar que Ele em breve voltará”, afirma o presidente Gedelti Gueiros.

Fundador é Jesus Cristo

Com um foco pleno na palavra de Deus, a Igreja Cristã Maranata aponta o Senhor Jesus Cristo como seu único fundador, sem atribuir a uma figura humana a sua edificação.

Não há, portanto, ênfase a outros nomes, já que sua existência se fundamenta como parte do plano profético de Deus para os dias atuais.

Desde sua consolidação, a ICM já estabeleceu mais de 5 mil templos em todo o Brasil, além de estar presente em diversos outros países.

. Crédito: Divulgação/Maranata

A Igreja segue o fundamento de que o Espírito Santo é aquele que conduz todas as coisas, sem projeção de pessoas, sendo todos voluntários e não-remunerados.

Ao longo do tempo, a ICM presenciou a confirmação divina a respeito do chamado de determinados membros para exercer o Ministério da Palavra, voluntariamente.

Volta

Depois do retorno gradual dos cultos da Igreja Cristã Maranata (ICM) por conta da Covid-19, no dia 05 de setembro de 2020, o Presbitério da ICM iniciou a análise de novos homens para o Ministério da Palavra. Por isso, nas últimas semanas, foram avaliados quase 800 nomes, dos quais 557 foram aprovados e confirmados como novos pastores.

Para selar esse momento marcante e único na história da ICM, foi realizado um culto especial de glorificação a Deus, no dia 3 de outubro, às 19h. Essa festa espiritual também marcou o início das atividades do mês de outubro, considerado o Mês da Dedicação, em que os fiéis buscam ofertar suas vidas a serviço do Senhor Jesus.

O evento foi realizado na Central de Comunicação da Igreja Cristã Maranata, comandado pelo Pastor Josias, em Vila Velha, e transmitido para todo o Brasil e exterior.

No dia 03 de outubro foi realizado um culto especial de glorificação a Deus. Crédito: Divulgação/Maranata

A comemoração deste ano tem como marco o alcance de 557 varões para exercer o Ministério da Palavra. São homens tementes a Deus, honrados e habilitados para pregar, colhendo corações e mentes para Jesus Cristo.

O presidente da ICM, pastor Gedelti Gueiros, saudou os membros lembrando do atual momento mundial. “Hoje, podemos dizer que é um marco, depois de tantas dificuldades vividas durante a pandemia”, afirmou.

O pastor relembrou de sua ordenação a pastor, realizada em uma igreja da cidade de Vila Velha, onde vivenciou grandes experiências. “Foram momentos difíceis, mas conseguimos caminhar em meio às adversidades, verdadeiros sinais proféticos de que é chegada a hora descrita de forma tão cristalina nas palavras de Deus”, profetizou.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.