ASSINE

Homem de 32 anos morre em pedreira de Muqui

Com a fatalidade, sobre para seis o número de mortes no setor de rochas este ano no Estado

Publicado em 16/07/2018 às 18h40

Um profissional do setor de rochas, de 32 anos, morreu no final da manhã desta segunda-feira (16), em Muqui, no Sul do Estado. Edmar Antônio Batista Franzoni chegou a ser socorrido e encaminhado para a Santa Casa de Mimoso do Sul, mas não resistiu. Ele era marteleiro e fazia a extração de rochas em uma pedreira.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores do Mármore e do Granito (Sindimármore), o acidente foi por volta das 11h. O secretário de Saúde e Previdência do Sindicato, Aguinaldo Grillo, disse que as primeiras informações são de que pedras teriam atingido o trabalhador, que foi socorrido para o hospital, mas não resistiu. O sindicato irá abrir processo para apurar o caso.

Trabalhador foi atingido por pedras no interior de Muqui. Crédito: Sindimármore
Trabalhador foi atingido por pedras no interior de Muqui. Crédito: Sindimármore

O corpo foi encaminhado ao Serviço Médico Legal de Cachoeiro de Itapemirim. Grillo comenta que o Sindimármore já havia notificado a empresa sobre as condições de risco que a pedreira oferecia. Com a morte de Edmar, sobre para seis o número de mortes no setor de rochas este ano no Espírito Santo.

Pedreira onde trabalhador atuava fica no interior de Muqui. Crédito: Sindimármore
Pedreira onde trabalhador atuava fica no interior de Muqui. Crédito: Sindimármore

Edmar Antônio Batista Franzoni, tinha 32 anos e trabalhava no setor há 11 anos. Ele era morador de Muqui. A reportagem tentou contato com marmoraria dona da pedreira, que tem endereço em Mimoso do Sul, mas não conseguiu contato por telefone.

O presidente do Sindicato da Indústria de Rochas Ornamentais Cal e Calcários do Estado do Espírito Santo, Tales Pena, lamentou o ocorrido. “Isso é muito triste. O setor tem evoluído em treinamento e investimentos. Não conheço a empresa e não tenho conhecimento do caso”, disse.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Muqui pedreira

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.