ASSINE

Greve dos rodoviários chega ao 9º dia sem previsão de acordo

Nas linhas troncais, que vão de terminal para terminal, os ônibus estão sempre abarrotados de gente

Publicado em 03/01/2018 às 09h49
9º dia de greve começou com filas extensas no terminal de Campo Grande, em Cariacica. Crédito: Eduardo Dias
9º dia de greve começou com filas extensas no terminal de Campo Grande, em Cariacica. Crédito: Eduardo Dias

A greve dos rodoviários chegou ao 9º dia com a mesma imagem dos dias anteriores: ônibus e terminais lotados. Na manhã desta quarta-feira (03), a dificuldade para se locomover na Grande Vitória foi a mesma que a maioria da população tem enfrentado desde o início da paralisação, com longas filas, frota de ônibus reduzida, espera e desconforto na ida para o trabalho. Com dissídio coletivo marcado para o próximo dia 10, a greve dos rodoviários segue sem previsão de acordo até a reunião no TRT-ES.

Quem está acostumado a pegar ônibus todos os dias diz que a redução das linhas prejudicou muito o fluxo de passageiros nos terminais. Uma única plataforma, às vezes, tem até cinco filas. Nas linhas troncais, que vão de terminal para terminal, os ônibus estão sempre abarrotados de gente.

Na manhã desta quarta-feira (03), a passageira Maria Dorcelina, que mora no bairro Piranema, em Cariacica, estava mais uma vez à espera do 515 para seguir para Vitória e sentiu as mudanças provocadas pela greve dos rodoviários. 

"Ou eles param de uma vez ou acabam com essa greve logo. A população está chegando no limite. A gente sai de casa cedo e chega no serviço tarde, na volta enfrentamos o mesmo problema", reclamou.

Consulta na internet

Durante a greve existe um horário especial de ônibus que é organizado pela Ceturb. Esses horários precisam ser seguidos pelos rodoviários. Quem não quer ficar muito tempo à espera do coletivo pode consultar os horários no site da Companhia.

A reportagem do Gazeta Online ficou por uma hora no terminal de Campo Grande, em Cariacica, e verificou que, embora o número de ônibus na rua seja menor, os horários estão sendo obedecidos de acordo com o mostrado pelo site.

Durante a greve, a frota de ônibus foi reduzida para 70% nos horários de pico e 50% nos demais horários.

Com informações de Eduardo Dias

A Gazeta integra o

Saiba mais
greve ônibus transcol vitória

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.