ASSINE

Corpos de casal vítima de colisão chegam ao ES; enterro será em Cariacica

A filha do casal, de 4 anos, que também estava no carro, segue internada em estado grave no CTI em um hospital de Campo Grande

Publicado em 16/07/2018 às 07h19
Henrique Brandão e Mery Ângela, casal capixaba que morreu em acidente de carro no Mato Grosso do Sul. Crédito: Reprodução Facebook
Henrique Brandão e Mery Ângela, casal capixaba que morreu em acidente de carro no Mato Grosso do Sul. Crédito: Reprodução Facebook

Os corpos dos capixabas Henrique Brandão e Mery Brandão, casal que morreu em um acidente no Mato Grosso do Sul, chegaram ao Aeroporto de Vitória às 2h da madrugada desta segunda-feira (16).

A despedida de Henrique, que tinha 40 anos e era superintendente do Banestes, e da esposa, que era professora e tinha 43 anos, começou depois das 9h, no cemitério Parque da Paz, na Rodovia do Contorno, em Cariacica, onde os corpos são velados.

O sepultamento foi remarcado pela família para as 16h. A filha do casal, de 4 anos, que também estava no carro, segue internada em estado grave no CTI em um hospital de Campo Grande. As informação são da assessoria de imprensa do Banestes.

"REZEM PELA MINHA NETA", DIZ AVÓ

A cuidadora de crianças Ilma Gomes Brandão, mãe do superintendente do Banestes Henrique Brandão, se emocionou ao falar do acidente que matou o filho e a nora Mery Brandão, além de deixar a neta de 4 anos gravemente ferida.

Ilma pediu orações pela neta, que está internada em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. "O meu filho já foi, não volta. Minha nora também. Quando me perguntam do que preciso, só falo isso. Rezem pela minha neta, que está em estado grave. Vai ficar um pedaço dos dois aqui", disse Ilma.

Henrique trabalhava há 14 anos no banco. 

Com informações de Caíque Verli

O ACIDENTE

O acidente aconteceu nesta sexta-feira (13), na BR 060, em Sidrolândia, em Mato Grosso do Sul. O carro, dirigido pelo superintendente do Banestes, Henrique Manoel Gomes Brandão, de 40 anos, colidiu com um veículo dirigido por uma médica, de 33 anos. A esposa de Henrique, a professora Mery Ângela Brandão, de 43 anos, também morreu com o impacto da batida.

A família havia chegado em Campo Grande na manhã desta sexta-feira (13). Eles estavam de férias e alugaram um carro no local para ir a Bonito-MS. A condutora do outro carro, sofreu ferimentos leves e, após ser hospitalizada na sexta-feira, recebeu alta.

Uma irmã da professora Mery foi em Campo Grande-MS para liberar os corpos e cuidar do translado para o Espírito Santo. 

A Gazeta integra o

Saiba mais
acidente

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.