ASSINE

Boa Vista faz campanha para reconstruir escola após incêndio

Os integrantes da escola estão correndo contra o tempo para arrecadar dinheiro

Publicado em 25/11/2018 às 22h26
Selo do 21º Curso de Residência em Jornalismo da Rede Gazeta. Crédito: Rede Gazeta
Selo do 21º Curso de Residência em Jornalismo da Rede Gazeta. Crédito: Rede Gazeta

Depois de três meses do incêndio que atingiu o barracão da Independentes de Boa Vista, e m Cariacica, comunidade e integrantes da escola se mobilizam para minimizar as consequências causadas pelo acidente. O fogo destruiu completamente dois carros alegóricos e outro foi parcialmente comprometido.

Os integrantes da escola estão correndo contra o tempo para arrecadar dinheiro. Uma campanha chamada “Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima” foi criada com o objetivo de arrecadar dinheiro por meio de doações das pessoas que se solidarizaram com o ocorrido.

A campanha começou no Facebook, na página oficial da escola, mas também será realizada uma festa no final do ano.

O presidente e intérprete da escola de samba, Emerson Xumbrega, acredita que vai conseguir juntar um dinheiro considerável para reestruturar a Boa Vista.

“Imagino que com essa campanha em nossa página do Facebook, não só a nossa comunidade irá se sensibilizar, mas também pessoas que conhecem o nosso trabalho e veem como nos dedicamos todos os anos para participar do carnaval”, desabafa.

Emerson Xumbrega mostrando os carros alegóricos que pegaram fogo no galpão da Escola de samba da Boa Vista. Crédito: Ricardo Medeiros
Emerson Xumbrega mostrando os carros alegóricos que pegaram fogo no galpão da Escola de samba da Boa Vista. Crédito: Ricardo Medeiros

A Boa Vista também realizará uma festa, em dezembro, e a ideia é convidar vários artistas do Estado e também nacionais para uma festa na própria quadra da escola e arrecadar dinheiro com a bilheteria do evento. “Vamos fazer o convite para vários artistas, esperando que eles vejam pelo o que estamos passando e tenham empatia por nós”, comenta.

Um dos ritmistas da escola, Gabriel Falcão, ainda lida com a dor de ver a sua escola passando por esse momento tão difícil. “Desde novinho faço parte dessa família que é a Boa Vista. Essa escola é a minha casa, minha paixão. É o meu lar cultural. É muito doloroso estar aqui presenciando tudo o que aconteceu. Todo o nosso trabalho e esforço para que tudo desse certo foi perdido”, afirma.

Apesar do ocorrido, a coreógrafa da escola, Márcia Cruz, está confiante em relação ao futuro da Boa Vista. “O carnaval é a maior expressão cultural que une as pessoas. Eu tenho certeza que essa fase ruim vai passar, e nós vamos conseguir brilhar no próximo ano”, assegura.

Quem quiser participar da campanha pode procurar a página oficial da escola no Facebook, basta acessar o link www.facebook.com/gresboavista. Uma festa também será realizada em dezembro e todo o dinheiro da bilheteria será revertido para cobrir o prejuízo causado pelo incêndio.

INCÊNDIO

 No dia 27 de agosto, em uma segunda-feira, por volta das 20h30, o barracão da escola pegou fogo destruindo três carros alegóricos e um boneco. Emerson Xumbrega, o presidente da escola, imagina que o incêndio começou em um boneco de Nelson Mandela e que, após o boneco cair, o fogo se alastrou para os carros. A águia, símbolo da agremiação, também foi destruída.

A população que passava perto do local, ao ver as chamas, ligou para o presidente da escola e para o Corpo de Bombeiros, que rapidamente chegou ao local.

A Gazeta integra o

Saiba mais
boa vista carnaval

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.