ASSINE

Coronavírus: risco de morte no ES aumenta a partir dos 50 anos

Segundo a Secretaria de Saúde (Sesa), a taxa de letalidade do Espírito Santo é de 4,4%. Risco de morrer vai aumentando a partir dos 50 anos

Publicado em 02/06/2020 às 06h00
Atualizado em 02/06/2020 às 06h00
Data: 15/03/2020 - Coronavírus Freepik - Homem em laboratório faz testes para infecção de coronavírus
Ao sentir os sintomas, não deixe de fazer o teste do novo coronavírus . Crédito: Freepik

A partir dos 50 anos, o risco de morrer após ser contaminado pelo novo coronavírus aumenta. Na faixa etária que vai até aos 59 anos, a taxa de letalidade é de quase 4%, o que significa que quatro em cada cem pessoas doentes vão a óbito. É o que apontam as estatísticas da doença contabilizadas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), presentes no Painel Covid-19.

A letalidade relaciona os números de mortes e  casos confirmados da doença. Com um total de 14.285 casos confirmados no Estado  nesta segunda-feira (01), sendo que 628 deles evoluíram para óbito, a taxa de letalidade do Espírito Santo é de 4,39%.

O diretor-presidente do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), Pablo Lira, observa que a letalidade capixaba está abaixo de Estados como o  Rio de Janeiro, com 10%. Acrescenta que estamos com números bem próximos da realidade, uma vez que estamos realizando 11 mil testes para cada um milhão de habitantes. No Brasil, são 3 mil testes/um milhão de habitantes. “Temos uma precisão maior em nossa taxa de letalidade”, disse, observando que temos vários estados brasileiros que possuem um nível elevado de subnotificação da doença.

A taxa de letalidade pode ser ainda medida por faixa etária, indicando os riscos de se contrair a doença nestas etapas da vida. Um exemplo é o que ocorre na faixa de 60 a 69 anos, onde uma pessoa morre a cada dez que estão doentes. Confira abaixo os percentuais de risco em cada uma das faixas:

  • Acima de 90 - 43,52%
  • 80 e 89 anos - 35,83%
  • 79 a 79 anos - 23,32%
  • 60 a 69 anos - 11%
  • 50 a 59 anos - 3,90%
  • 40 a 49 anos - 1,57%
  • 30 a 39 anos - 0,49%
  • 20 a 29 anos - 0,44%
  • 5 a 19 anos - 0%
  • 0 a 4 anos - 0,77%

Lira observa que a letalidade mostra o que pode ocorrer em cada faixa etária, mas que a Covid-19 é uma doença que ainda está escrevendo sua história e tem registrado mortes de pessoas em todas as idades e com uma piora do quadro muito rápida. “Como ainda não há vacina para esta doença, a melhor atitude para evitar o risco de contaminação e óbito ainda é o isolamento social”, assinala.

Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 Espírito Santo SESA Instituto Jones dos Santos Neves espírito santo

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.