ASSINE

No ritmo de “Transante”, Lary planeja novo EP após carnaval

Cantora se firma com ritmo sensual e romântico em "Playlist Transante" e já adianta que 2020 pode vir com EP inédito em breve

Publicado em 25/02/2020 às 11h02
Atualizado em 25/02/2020 às 11h22
A cantora Lary. Crédito: Reprodução/Instagram @lary
A cantora Lary. Crédito: Reprodução/Instagram @lary

Lary bombou na web em meados de janeiro depois do sucesso que fez com seu primeiro single do ano, o “Playlist Transante”, em parceria com Choice – o que podemos chamar de revelação do rap do Brasil.

A música, que saiu com clipe, tem a batida sensual e romântica, mas também surge reforçando o estilo da cantora. Mas o hit pode ser só o primeiro passo de 2020 para a bonita decolar ainda mais. É que para depois do Carnaval 2020, a ideia da artista é lançar um EP recheado de novidades.

“Esse ano vou lançar bastante coisa. Tenho muitos projetos em mente e sons já encaminhados em colaboração com artistas que admiro e por quem tenho muito carinho. Não vejo a hora de colocar no mundo”, diz, em entrevista exclusiva ao Divirta-se.

Durante o bate-papo, Lary também comentou sobre a resposta dos fãs à nova música e discutiu os projetos que envolvem shows para a próxima temporada deste ano: “Tenho feito bastante show, e tenho sido acolhida com muito carinho pelo público de diferentes cantos do Brasil, o que me deixa muito feliz! Espero muito em breve estar no Espírito Santo”.

Como foi o processo de produção da "Playlist Transante"?

Foi muito divertido e fluido. Gosto muito de produzir com os meninos da Hitmaker, eles entendem muito bem o que quero no sentido da sonoridade e até mesmo de composição. Apresentei uma guia para eles de muito tempo atrás, logo quando eu e o Choice combinamos de gravar, e eles deram à musica exatamente o toque R&B e sensual que eu queria.

E qual foi a inspiração para o clipe e para a sonoridade da música?

Como o nome da música já sugere, quis trazer essa atmosfera bem sensual e “transante”. Ao mesmo tempo, queria um clipe simples, bonito e que passasse essa mensagem com leveza. A gente trouxe para o clipe muitos elementos que são descritos na música, como o champanhe, a vitrola tocando Baco Exu do Blues, a luz baixa... Além disso, usamos bastante a luz roxa por ser uma cor sensual e que conversa também com a identidade visual que o Choice, por muito tempo, adotou para o seu trabalho.

E como foi gravar com o Choice?

Foi leve e bem divertido! Nos conhecemos pessoalmente na gravação do DVD do 3030, nós dois participamos. Ali já combinamos de fazer um som juntos e na mesma semana já tínhamos a guia da música. Ele é um cara que se entrega e vive o projeto, um artista que quer estar por dentro de todos os detalhes e opinar em tudo também, o que é muito bom e enriquecedor para o trabalho! Já conversamos sobre fazer mais sons juntos sim, acho que essa mistura deu certo!

Falando em parcerias, pode revelar alguma coisa nova que esteja vindo por aí?

Esse ano vou lançar bastante coisa. Tenho muitos projetos em mente e sons já encaminhados em colaboração com artistas que admiro e por quem tenho muito carinho. Não vejo a hora de colocar no mundo!

E quais são os próximos passos? Turnê, shows, novas músicas...?

Estou com meu novo EP quase saindo, ele vem com ‘Aborta a Missão’, ‘Playlist Transante’ e mais uma inédita, logo depois do carnaval. Essa inédita é solo. Além disso, tenho um projeto com A Banca Records para lançar, chamado RIMAR, onde gravamos um som e o clipe no mesmo dia, dentro de um iate em alto mar. Eu, Ananda, Negra Li, Liliam Alb e Mariana Mello. Um time pesado! Tenho feito bastante show e tenho sido acolhida com muito carinho pelo público de diferentes cantos do Brasil, o que me deixa muito feliz! Espero muito em breve estar no Espírito Santo!

Os números de "Playlist Transante" já estão ótimos na internet, o que mostra que o público gostou do single. A que você atribui esse sucesso?

Acho que quando fazemos aquilo que representa a nossa verdade, o público percebe e tem uma aceitação maior. 2019 foi um ano de transição e autoconhecimento, onde trabalhei muito para encontrar uma sonoridade, uma forma de compor e de performance que me fizessem me sentir realmente realizada. Então tudo isso reflete naquilo que a gente faz, na energia que colocamos no projeto. Costumo não criar expectativas e deixar fluir, prefiro que seja assim, sabe? E cada vez tenho recebido mais carinho e feedbacks legais. E acho que é esse o caminho, fazer aquilo que a gente gosta. O resultado vem!

A Gazeta integra o

Saiba mais
Carnaval música

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.